Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

22
Fev19

A gente vai continuar


Pedro Azevedo

Tira a mão do queixo não penses mais nisso
O que lá vai já deu o que tinha a dar
Quem ganhou ganhou e usou-se disso
Quem perdeu há-de ter mais cartas pra dar
E enquanto alguns fazem figura
Outros sucumbem á batota
Chega a onde tu quiseres
Mas goza bem a tua rota

 

Enquanto houver estrada pra andar
A gente vai continuar
Enquanto houver estrada pra andar
Enquanto houver ventos e mar
A gente não vai parar
Enquanto houver ventos e mar

Todos nós pagamos por tudo o que usamos
O sistema é antigo e não poupa ninguém
Somos todos escravos do que precisamos
Reduz as necessidades se queres passar bem
Que a dependência é uma besta
Que dá cabo do desejo
A liberdade é uma maluca
Que sabe quanto vale um beijo - A gente vai continuar (Jorge Palma)

 

Não gosto de me desculpar com arbitragens, aliás, não gosto de me desculpar com terceiros. Essencialmente, porque isso muitas vezes traduz uma não compreensão dos nossos próprios erros. E, não percebendo que falhamos, não podemos evoluir. Se é verdade que ninguém pode garantir que houve intenção em Jefferson de marcar com os pitons o seu oponente, também não é falso que ninguém possa atestar o seu contrário.

O que me parece claro é que o gesto de Jefferson nos saiu caro, provavelmente bem mais caro até do que o que seriam os ordenados de Nani até ao final da presente época. É que há despesas que têm associadas um rendimento e há despesas que são...despesas.

O brasileiro fez apenas uma temporada a alto nível com Leonardo Jardim. Depois, meteu-se numas birras, já com Marco Silva ao leme, aquando da recusa em vendê-lo por 7 ou 8 milhões de euros. A partir daí, nunca mais foi o mesmo. O seu poderoso arsenal de armas biológicas e químicas pode mostrar-se num jogo em Alvalade face ao Tondela, numa conferência de imprensa de apresentação ou num jogo decisivo a contar para a Liga Europa, pois nunca se sabe quando vai libertar aquele "gás" com potencial de destruição massiva para o seu próprio clube. 

 

Tudo nos cai em cima, mas a gente vai continuar. Os sportinguistas são resilientes, não se abatem. No entanto, é preciso urgentemente reflectir, mudar de rota e corrigir os erros. O clube tem à sua volta demasiada gente que se move por ódio e por interesse. Em ambos os hemisférios. Por isso, os homens livres, descomprometidos, moderados e que se movem por amor ao clube têm de se chegar à frente. É que urge terminar com este sistema dual, externo e interno, que nos corrompe a esperança e nos destroi a alma.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 22.02.2019

    Caro RCL,

    tenho um grupo de amigos heterogéneo, mas em que todos coincidiram num determinado momento na ideia de que Bruno de Carvalho já não estava a servir o Sporting (sem outras conotações, pelo menos da minha parte).Uns antes, outras mais tarde, chegados a esse período entre Fevereiro e Abril/Maio a ideia era unânime.

    No meu caso particular, reconheço o trabalho que fez no 1º mandato, a recuperação anímica e financeira do clube, o crescimento do nº de sócios (se grande percentagem não paga há pelo menos 5 anos o mal já vem de trás, a verdade é que entraram muitos sócios). Mas há um momento em que se ultrapassa uma linha de não-retorno, ou citando Blake "como saberes o que é suficiente, se não souberes o que é demais?". Foi demais!

    Engraçado é que na altura, numa rúbrica chamada Sustentabilidade, praticamente só eu alertava para a "cava" que estava a ser feita na época 17/18 e as consequências desequilibrantes que daí poderiam advir se não nos qualificássemos para a Champions. Aliás, estou em crer que a crispação no clube provém daí e tudo o que aconteceu depois encontra "explicação" nesse stress. Um erro cometido que alimentou o ego de Jesus e o seu desejo de mais jogadores mas que teve consequências desastrosas e acabou de uma forma desordenada que não permitiu levar ao mercado os jogadores que estava calendarizado vender para pagar o défice.

    Adiante. Após isto, é de uma desonestidade intelectual gritante alguém tentar me aproximar do polo BdC apenas porque critico algumas coisas em Varandas. Mas este é o ambiente maniqueísta que se vive em Alvalade e que é fomentado por radicais de 2 polos opostos, uns que ainda apoiam Bruno e outros anti-Bruno, onde curiosamente já havia outros que me criticavam quando dizia algo que ia contra o que Bruno estava a fazer. Deve lembrar-se daquele post do "quando o mau Bruno põe em causa o bom Bruno", concebido muito antes de esses críticos aparecerem.

    O mal dessa gente é que se move pelo ódio e gosta tanto do Sporting como os nossos vizinhos da Segunda Circular. Outros, têm medo de alguém que sabem ser independente, que não precisa deles para nada, tem uma carreira da qual se orgulha e nunca vai estar na sua dependência pelo que não podem controlar.

    Eu acho que este ano não fizemos o que deveria ter sido feito. Quando me propus fazef aquele manifesto eleitoral que deixei à disposição dos, na altura, putativos candidatos, dividi-o em 3 pilares: sustentabilidade, cultura e princípios/ética. Já na época eu dizia que o nosso orçamento tinha de vir para os 50 milhões de custos com o pessoal. O que se fez na campanha eleitoral? Ah e tal, as finanças não são problema (excepção Ricciardi), futebol fácil, e por aí adiante. Mesmo Ricciardi nunca me convenceu no modelo de sustentabilidade do futebol, nunca percebi bem onde é qe aquilo assentava. Portanto, quando faço este e o Post acima é com base em ideias que defendo há muito, estruturadas e estruturais e não conjunturais ou de joguinhos. Ora, não se reduziu para onde eu preconizava - e acredite que seríamos competitivos à mesma - e estão a cometer-se alguns erros comuns ao passado, para além de que se está a permitir a radicalização destes 2 polos - dá jeito a alguns o anti-Bruno (claro que o pró interessa ao Bruno) para assim tentarem diluir as críticas - , para fins de protecção das próprias pessoas e não do clube. Quem ama o clube não poderia deixar de intervir enfáticamente de forma a promover a união.

    SL
  • Sem imagem de perfil

    RCL 22.02.2019

    Julgo que Bruno de Carvalho já se deveria ter retirado, o seu excessivo protagonismo mediático não é saudável para o clube. Fui, como quase 90% dos sócios, apoiante de Bruno de Carvalho e não esqueço a revolução que protagonizou, o Sporting antes de Bruno estava à beira da insolvência.
    Mas, os últimos 6 meses destruíram tudo o que tinha feito, o episódio de Madrid, o facebook, as tochas sobre Rui Patrício, o ataque a Alcochete que levou à rescisão de 8 dos melhores ativos do clube foi catastrófico .Devia ter-se demitido após Alcochete.

    É tempo de deixar Varandas e a sua equipa trabalhar, a avaliação do seu trabalho deverá ser feita no final do mandato. É tempo de acabar com o ruído mas as críticas construtivas e feitas por quem tem competência devem continuar a ter lugar, felizmente vivemos em democracia.
    Bom fim de semana.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Boa noite Pedro:Mais um post assertivo, como usual...

    • Pedro Azevedo

      Anime-se. Há vida para além do défice. Há é que lu...

    • Pedro Azevedo

      Não tem de agradecer. Tenho opinião formada sobre ...

    • Pedro Azevedo

      Não. Para já saiu uma notícia pequena pescada nas ...

    • Verde Protector

      Muitíssimo obrigado, Pedro Azevedo, pelas resposta...