Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

28
Mar19

Caro é quem não produz...


Pedro Azevedo

À atenção de quem de direito, quando se fala em ir buscar alguém que nunca nos quis, tem um ordenado astronómico e falhou nos três últimos clubes que representou (Vietto), e se diz ter-se aberto a porta de saída a dois dos jogadores com melhor rendimento nos últimos anos no Sporting (Coates e Bas Dost), aqueles que conjuntamente com Bruno Fernandes, Acuña, Mathieu, Raphinha e, vá lá, Battaglia e Wendel, constituem o núcleo duro de qualidade da equipa principal do Sporting. 

 

Caro é quem pertence a uma classe média/baixa de futebolistas e não apresenta um rendimento de acordo com o seu salário/condições de empréstimo. Como Gudelj, actualmente, ou Campbell e Markovic no passado: jogadores que, além de não provarem, têm um custo de oportunidade, pois estancam a progressão desportiva e a valorização económica de jovens com potencial interessante. Aliás, se o sérvio e o maliano Diaby são tão bons jogadores, ao ponto de Keizer não prescindir deles, certamente não teremos qualquer dificuldade em vendê-los acima do valor do investimento que representaram para nós. Ou não? Ou será que as apostas do treinador e suas consequências no modelo de sustentabilidade económica só espõem à saciedade o equívoco que foi a sua contratação? 

 

Por último, já estamos todos cansados de sondagens de opinião promovidas através dos jornais. A boa gestão implica boas ideias e convicção na sua implementação, e certamente não será a delapidar a pouca qualidade já de si existente no plantel e a manter pesos mortos que se ganhará a apreciação dos sócios. Por muito boa imprensa que se tenha e por muita compaixão que se sinta pela banalidade dos discursos. 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 28.03.2019

    *falta-nos um pé direito (para além de Jovane, claro).
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Pedro Azevedo

      Um ano extraordinário. À Sporting. A repetir, clar...

    • José da Xã

      Amigo Pedro,este foi um ano irrepreensível. A repe...

    • Pedro Azevedo

      Boa noite, caro S. Almeida e obrigado. Eu ainda te...

    • S. Almeida

      Caro Pedro AzevedoUm bom regresso às lides, com as...

    • Pedro Azevedo

      Como dizia o Nelson Rodrigues a propósito do Brasi...