Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

27
Mar20

Com licença que eu vou ali e já volto e o Miguel fica já por aqui


Pedro Azevedo

Quando se julgava já se ter visto de tudo, e numa fase de maior aperto para a SAD em virtude do Coronavírus (previsível impacto no valor de mercado dos jogadores) ter posto ainda mais a nu o excesso de alavancagem da sociedade anónima desportiva do Sporting (insustentáveis mais de 70 milhões de euros de défice de exploração antes de proveitos extraordinários resultantes de vendas de jogadores), eis que o presidente Frederico Varandas, por força da Lei de Defesa Nacional que devido à declaração do Estado de Emergência retirou automaticamente a licença especial de que este militar beneficiava por ser membro de uma Assembleia de Freguesia, teve de se apresentar ao serviço das forças armadas portuguesas, não se sabendo até ao momento se continua a auferir vencimento na SAD, salário esse que aliás irá aumentar a partir de Julho conforme ficou convencionado devido à aprovação, com o voto contra de todos os outros accionistas, de um aumento remuneratório dos administradores (manter-se-á, atendendo ao contexto?). 

 

Poucos dias depois é o vogal do Conselho de Administração da SAD, Miguel Cal, a apresentar a demissão, alegando motivos pessoais e profissionais, reduzindo o número de membros executivos do CA da SAD a dois (Francisco Salgado Zenha e João Sampaio).  

 

Dizem-nos agora que André Bernardo, sócio eleito como vogal suplente do Conselho Directivo do clube que passou recentemente a efectivo após a saída de Francisco Rodrigues dos Santos, será cooptado para a SAD. 

 

Entretanto, a comunicação do clube não foi de quarentena. Agora vendem-nos a previsão de que Gonzalo Plata irá render 60 milhões de euros daqui a 3 anos. O mais estranho é que ao mesmo tempo dão como prioridade a intenção de comprar os 50% do passe do equatoriano que estão na posse do Independiente Del Valle. Será que não deveriam comprar primeiro o resto dos direitos económicos que não nos pertencem e só depois apresentarem as brilhantes expectativas para a valorização do jogador? Ou será que acreditam que no Equador ninguém lê jornais?

 

Bem sei, a pioridade nestes tempos é a nossa saúde. Mas não se podem deixar definhar as instituições, razão pela qual empresas de todo o mundo procuram diariamente encontrar soluções para os problemas de quebra de receitas e excesso de capacidade instalada. No Sporting é este espectáculo. Algo vai muito mal no reino do leão...

13 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Siga-nos no Facebook

Castigo Máximo

Comentários recentes

  • Pedro Azevedo

    Ena, com tantos erros acho que não me saiu a sorte...

  • Valmira

    Bole posts meus parabéns. ;) Mega Sorte (https://w...

  • Pedro Azevedo

    Olha que, contando com os anéis de campeão como tr...

  • Pedro Azevedo

    Boa noite, Miguel. Alvaro Vaz de Almada, o Conde d...

  • Anónimo

    Boa tarde Pedro:A propósito de maniqueísmo e guerr...