Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

27
Jul20

Comparativo de treinadores na era Varandas


Pedro Azevedo

Treinador Pontos/jogo
Marcel Keizer 2,14
José Peseiro 2,00
Ruben Amorim 1,91
Jorge Silas 1,86
   
   
   
Treinador % vitórias
Marcel Keizer 66,70
José Peseiro 64,30
Jorge Silas 60,70
Ruben Amorim 54,50
   
   
   
Treinador % derrotas
Ruben Amorim 18,20
Marcel Keizer 19,00
José Peseiro 28,60
Jorge Silas 35,70
   
   
   
Treinador Golos M
Marcel Keizer 2,50
José Peseiro 1,71
Jorge Silas 1,61
Ruben Amorim 1,27
   
   
   
Treinador Golos S
Ruben Amorim 0,73
José Peseiro 1,00
Jorge Silas 1,14
Marcel Keizer 1,31

 

Nota: Ruben Amorim apostou forte na Formação e não teve à disposição decisores como Nani (Peseiro e Keizer, este último só contou com o jogador até Janeiro de 2019), Raphinha (Peseiro e Keizer, este último só contou com o jogador até fim de Agosto de 2019), Bas Dost (Peseiro e Keizer, este último só contou com o jogador até fim de Agosto de 2019) ou Bruno Fernandes (Peseiro, Keizer e Silas, este último só contou com o jogador até fim de Janeiro de 2020), o que deverá também ter contribuído (em paralelo com um sistema táctico que privilegia a segurança defensiva) para a menor percentagem de golos marcados e mais elevada média de empates. Nos dados de José Peseiro foi considerada toda a época de 18/19, inclusivé os 4 jogos em que o Sporting foi liderado pela Comissão de Gestão. Por curiosidade, no total das suas 3 épocas no Sporting Jorge Jesus tem os seguintes números: Pontos por jogo=2,07 (pior que Keizer); % de Vitórias=63,92 (pior que Keizer e Peseiro); % de Derrotas=20,89 (pior que Ruben Amorim e Keizer); Golos Marcados= 2,00 (pior que Keizer); Golos Sofridos= 0,99 (pior que Ruben Amorim e sensivelmente igual a Peseiro). Ou seja, JJ não lideraria nenhum destes itens comparativos com os treinadores da era Varandas. Porém, se eliminarmos os 12 jogos para a Champions (os treinadores da era Varandas não a disputaram), o cenário já é diferente, com JJ a liderar em média de pontos (2,17, ligeiramente melhor que Keizer), % de vitórias (67,12, ligeiramente melhor que Keizer) e menor % de derrotas (17,12, ligeiramente melhor que Ruben Amorim e Keizer). Melhora também em golos marcados (2,08) e menos sofridos (0,96), todavia insuficiente para liderar esses itens. Não esquecer que JJ pôde contar com os jogadores que rescindiram pôs-Alcochete. Finalmente, considerando o maior número de derrotas da nossa história num ano desportivo e resultados globalmente desapontantes, fica a sensação que as sucessivas alterações no comando da equipa não produziram nada de significativamente diferente, com o Sporting em 2019/20 a realizar 48 jogos e a obter uma média de pontos de 1,69, valor inferior à média individual de qualquer um dos 4 treinadores utilizados desde o início de 18/19 (Peseiro: 18/19, Keizer: 18/19 e 19/20, .Silas: 19/20 e Amorim: 19/20). 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 27.07.2020

    Caro Pedro Batista,

    a estabilidade tantas vezes pedida por quem nos dirige não é depois seguida no que concerne aos treinadores. Mas a estabilidade não é algo que se peça, antes sim algo que se alcança, com equilíbrio e bom senso.

    Ruben Amorim não era o melhor treinador do mundo quando ganhava e não passou a ser o pior do mundo agora que ganha menos vezes. É um treinador em crescimento, tal como a maioria dos jogadores que de facto se mostraram úteis (ao contrário da maioria das contratações cirúrgicas), e vai precisar de tempo. E temos de dar-lho, até pelas condições contratuais que Frederico Varandas entendeu estabelecer com ele. Confesso não ser grande fã do sistema do pentágono, mas também sei que com 2 ou 3 intérpretes de primeira água a equipa melhorará já no próximo ano. O que me incomoda é sentir que esse não vai ser o caminho de novo e que os Feddal, Porro e Adán vêm a caminho. O que eu não quero é que Ruben Amorim, podendo melhorar, seja mais uma vítima da política de contratações.

    Evidentemente, tendo em vista uma ideia de futebol positivo que pudesse envolver os Sportinguistas e motiva-los a ir em massa ao José Alvalade - ajudaria também a melhorar o ambiente entre Sportinguistas e nas bancadas - assim que as condições o permitam, eu preferiria um sistema mais ofensivo, pelo menos sem um duplo pivot em cima de 3 centrais, mas como disse antes Ruben Amorim pode evoluir e melhores jogadores ajudarão também a esse propósito de melhoria do jogo da equipa. O que eu não acho saudável é ter-se permitido que se criasse um ambiente de euforia face a 20/21, agora transformado, ou não fosse a proverbial bipolaridade leonina, em desalento. Também há que deixar crescer os miúdos e pensar em refazer uma equipa em 2 anos, juntando-lhe apenas qualidade. O presidente anda ausente, como quase sempre, nunca aparece nos maus momentos e permite que se criem expectativas irrealistas assim que conseguimos um número razoável de vitórias consecutivas. Creio que não devemos deixar sair nenhum miúdo a não ser pela cláusula de rescisão. Só assim poderemos construir algo. Precisam de dinheiro? Interrompam as compras em quantidade e vendam/emprestem o avultado lote de excedentarios do plantel que nada acrescentam, muitos deles comprados por Viana&Varandas Ld, a nossa dupla Vivaldi. A não ser assim receio que às 4 Estações se sucedo o Requiem.

    Não tem de agradecer. Um abraço para si, Pedro
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Pedro Azevedo

      * Meu caro, está errado… * informá-lo

    • Carlos Calado

      Caro Pedro Azevedo,A sua análise só peca por não t...

    • Pedro Azevedo

      Meu cariz está errado. se eu não aceitasse o seu d...

    • LeãoSempre

      Não, amigo! Não tinha o intuito de responder mas s...

    • João Gil

      O futebol de hoje em dia está cheio de GOAT’s. Que...