Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

20
Ago19

De mal a pior


Pedro Azevedo

A Sporting SAD emitiu um comunicado a clarificar o ponto da situação em torno do futuro do goleador holandês Bas Dost.

 

Eis o Comunicado (transcrito de abola.pt):

 

"A Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD (adiante Sporting SAD ou Sociedade) vem, nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto no artigo 248.º-A, n.º 1 al. a) do Código dos Valores Mobiliários, informar o mercado, nos seguintes termos:

 

1. Em Maio de 2019, o jogador Bas Dost informou o treinador de que queria sair da Sporting SAD;

 

2. Dias depois, o seu agente reuniu com o Presidente da Sporting SAD e o director desportivo, e transmitiu que Bas Dost queria sair da Sporting SAD, por considerar ter terminado o seu ciclo no Clube;

 

3. No seguimento dessa conversa, a Sporting SAD e o agente vêm trabalhando em conjunto para a saída do atleta;

 

4. Ao longo dos últimos meses, houve interesse de vários clubes da China, Rússia, Turquia e México. Bas Dost recusou sequer ouvir as propostas, comunicando à Sporting SAD que a sua decisão não tinha por base motivos financeiros, mas sim pessoais;

 

5. Apesar de se tratarem de propostas muito mais atractivas financeiramente do que aquela que lhes veio a suceder, a Sporting SAD respeitou a decisão do jogador, procurando alternativas que iam ao encontro ao seu interesse e vontade;

 

6. Há cerca de uma semana, o agente informou a Sporting SAD que o Eintracht Frankfurt estava interessado em Bas Dost e que este clube e campeonato iam de encontro ao desejado pelo jogador, tendo este inclusivamente já chegado a acordo com o clube alemão;

 

7. A Sporting SAD, que conforme oportunamente comunicado também já alcançou um princípio de acordo com o Eintracht Frankfurt, foi no entanto surpreendida com exigências financeiras de última hora da parte do jogador que estão a impedir a concretização da transferência;

 

8. A Sporting SAD sabe muito bem quem está a colocar e porque é que está a colocar as notícias falsas na imprensa de hoje;

 

9. A Administração da SAD mantém-se disponível para alcançar um acordo vantajoso para todas as partes, mas permanecerá firme e intransigente na defesa dos interesses da Sporting SAD e imune a pressões mediáticas desta espécie."

 

De traidor a mártir, na visão de alguns adeptos, de mártir a traidor provavelmente para a Direcção do clube, duas rectas paralelas que certamente só se encontrarão no infinito. Entretanto, a tenda voltou a instalar-se em Alvalade. À cautela, dada a flagrante falta de equilíbrio (a verdade, na maioria das vezes, esconde-se no meio) dos "artistas", o melhor será colocar uma rede debaixo do trapézio. É o circo, senhores, é o circo! 

 

P.S. Há uma coisa (bom, na verdade várias) que não entendo: então, se o Sporting recusou "propostas muito mais atractivas financeiramente pelo jogador", são agora exigências financeiras de última hora que estão a impedir o negócio? Desproporção do tipo dezenas de milhões vs "peanuts"? E aceitamos vender o jogador por um preço muito abaixo de outros que chegaram a Alvalade, só para satisfazer a vontade dele? E o interesse do clube, onde fica no meio disto? É verdade que o Sporting tinha interesse vendedor, ou tudo fez para que o atleta ficasse? E Keizer já sabia desde Maio que o jogador queria sair? Isto parece-me querer matar dois coelhos de uma cajadada e até já estou com medo de ouvir a versão do jogador... É que, olhando para o Comunicado, é difícil não ficar com a percepção que visa essencialmente tornar de todo inviável a permanência do atleta, demonizando-o perante a opinião pública leonina. Perguntas (retóricas): o contrato do jogador não foi assinado de livre vontade entre as partes? É o jogador obrigado a deslocar-se, a si e à sua família, para o México, a China ou a Rússia? Não é verdade que o treinador e o plantel, com o seu capitão à cabeça, têm interesse em que ele fique? Uma última pergunta (aberta): qual a razão que levou um atleta que disse amar o clube, adorar o país, o sol, cuja família plenamente se integrou, que ganha sumptuosamente, a pedir para sair do clube? Conclusão da minha parte: da mesma maneira que o jogador não era obrigado a mudar-se para o México, China ou Russia, também nós não éramos obrigados a aceitar a proposta mais baixa pela sua aquisição. Se o fizemos, é porque tínhamos um óbvio interesse vendedor alicerçado naquela ideia da poupança de salários. Caso contrário, o jogador teria ficado connosco, onde aliás seria bem-vindo pelo treinador, restantes jogadores e maioria dos sócios. 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 20.08.2019

    Estimada Maria Oliveira,

    encontrei o supracitado documento. Como poderá atestar existem "comissões anuais de manutenção" nos casos de Luíz Phellype (41 mil euros), Gonzalo Plata (40 mil) e de Tiago Ilori (10% do salário anual). Aqui vai: https://web3.cmvm.pt/sdi/emitentes/docs/FR70988.pdf

    Obrigado!
  • Perfil Facebook

    Maria Oliveira 20.08.2019

    Caro Pedro, agradeço o link, um pouco difícil ler em telemóvel mas esclarecedor, mesmo assim. Aceito que haja comissões de venda, pagas a quem facilita um negócio, mas custa-me engolir comissões anuais, que me parecem autênticos "indio-chupismos". Veja só: se quisermos comprar uma casa no sítio x, com a área y, com z divisões, com n particularidades, vamos certamente a uma imobiliária pedir que nos procurem uma casa com essas condições e, descoberta ela, sem dúvida que pagaremos uma comissão a quem se deu a esse trabalho. Mas, comprada a casa e enquanto permanecermos nela, vamos pagar uma comissão anual à imobiliária? Não me parece nem seria comum. Com isto, quero dizer que acho que a atividade dos agentes desportivos tem de ser regulada em benefício da indústria em geral e dos pequenos clubes, em particular. Para mim, este tipo de comissões é puro parasitismo. Esta cena do Bas, ao que vou percebendo, vai descendo de nível progressivamente, o que só é de lamentar. Todavia, dirigentes e jogadores vão passando e o Clube fica e é o que me importa. E, já agora, gosto muito do blog. Continue nesta linha. SL
  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 20.08.2019

    Plenamente de acordo consigo no que diz respeito aos empresários e à perenidade do clube Acuña de tudo. Enfim, concordo com tudo. Em tempos apresentei uma proposta no sentido de em sede de Federação ou Liga se regular através de um código de ética a actividade dos diversos agentes presentes no futebol, desde empresários, delegados liga, árbitros , dirigentes, jogadores, etc, com especial incidência em matéria de prevenção de conflitos de interesse e prevenção de branqueamento de capitais ( transferências de jogadores, capitais das SAD). Se tiver paciência, encontrará neste blogue ou no És o nossa FÉ o que escrevi sobre isso é não só, pois basicamente entendo que o clube depende de 3 pilares: sustentabilidade, cultura corporativa ( identidade) e princípios/Ética . Diga se tiver interesse que eu colocarei aqui os links para não ter de ir à procura. Por isso, quando critico não é avulso, é baseado em ideias que expus há muito tempo.

    Agradeço a generosidade do seu elogio e desejo que continue por aqui. Fazem falta mais senhoras ( sem que ‘senhoras’ signifique um agravamento ou peso da idade) a comentar futebol e a falarem sobre a sua paixão aos clubes.

    Obrigado!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Aboím

      Num comentário anterior eu deveria ter escrito (co...

    • Aboím

      Caríssimo Pedro,Falhamos os dois e não tenho vergo...

    • Pedro Azevedo

      * Faltou um ponto de interrogação (no final do arc...

    • Pedro Azevedo

      Caríssimo Aboím, não há jogo da Selecção de Todos ...

    • Aboím

      Caríssimo Pedro,Até agora e, mesmo se aqui todos o...