Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

30
Out20

Dia de Finados pela arbitragem


Pedro Azevedo

Apesar de o árbitro ter anulado um golo limpo aos pacenses (com o "auxílio" do VAR) e ter erradamente marcado um penálti a favor dos portistas, o Paços de Ferreira venceu o FC Porto por 3-2. Os erros acumulam-se, pelo que, terminado o fim de semana futebolístico, na próxima segunda-feira (dia 2 de Novembro), a FPF, entidade que alberga no seu seio o Conselho de Arbitragem, deveria mandar celebrar o Dia de Finados da arbitragem portuguesa. É que há muito tempo que esta morreu e ainda ninguém lhe disse nada (mas a UEFA e a FIFA nos seus torneios de seleções têm dado um bom toque). É por isso chegado o tempo de os altos dirigentes da Federação fazerem o luto, despedirem-se dela (arbitragem) e partirem para uma outra, com novas regras de transparência e de escrutínio que permitam que os adeptos - consumidores final do produto futebol que curiosamente nunca são tidos nem achados em qualquer discussão - voltem a acreditar na integridade das competições. Isto como está, não pode mais ser escamoteado. 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 31.10.2020

    Só uma nota: quando se trata de contestar, convém fazê-lo em cima de vitórias. Se o Sporting ganhou um jogo e ainda assim sentiu-se prejudicado, então a contestação não soará a justificação para o insucesso, terá outra força. Do mesmo modo, se os nossos dirigentes entendem pronunciar-se sobre um jogo de um rival em que este foi beneficiado e ainda assim perdeu, também não acho mal. É que o campeonato não se joga só nos nossos jogos. Tudo é relativo, e o que se passa à nossa volta influi depois no valor absoluto das classificações. Dito isto, considero que o Sporting deve essencialmente mostrar as suas preocupações através de trabalho apresentado que vise a adopção de regras e procedimentos que melhorem o produto futebol. E isso exige preparação e não ruído.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Aboím

      O nome que me faltava era Duarte e o pai dele tinh...

    • Aboím

      Sou de facto do Norte (nascido em Trás os Montes) ...

    • Pedro Azevedo

      E eu a pensar que os holandeses sonhavam com tulip...

    • Pedro Azevedo

      Caríssimo Aboím, ganhámos!!! Mas podíamos ter poup...

    • Aboím

      Num comentário anterior eu deveria ter escrito (co...