Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

30
Jul19

Em 3-5-2 para a Supertaça?


Pedro Azevedo

Trago este tema à colação por me parecer relevante e ainda não o ter visto discutido em blogues ou jornais desportivos. Em 3 de Fevereiro deste ano, aquando da recepção ao Benfica para o campeonato, o Sporting apresentou-se no tradicional 4-3-3 e deu-se mal. Os movimentos frontais de Felix, em aproximação a Seferovic, criaram uma igualdade numérica em redor da grande área leonina que aliada aos movimentos em diagonal de Rafa provocou uma grande desestabilização do último reduto leonino. A tentativa de Keizer de o compensar acabou por se revelar uma emenda pior que o soneto, na medida em que o recúo de Gudelj abriu uma auto-estrada no meio do campo por onde Samaris e Gabriel circularam à vontade. É certo que Mathieu não jogou (lesionado) e sim André Pinto, mas a verdade é que o treinador leonino não terá ficado convencido de que toda a superioridade benfiquista - gritante nesse jogo - adviria dessa contrariedade e no jogo da Taça de Portugal contra o nosso rival de Lisboa arriscou jogar com 3 centrais. 

 

Tendo em conta que correu bem, e independentemente desse sistema táctico não ter sido treinado na pré-época, não é de todo impossível na minha opinião que Marcel Keizer prepare essa surpresa para Domingo. Rafa e Seferovic continuam para os lados da Luz, Felix será rendido por Raul de Tomás, pelo que os "encarnados" não mudarão muito - dinâmicas à parte, pois o actual "colchonero" movimenta-se mais e tem outra criatividade - face à época passada. Nesse sentido, talvez não fosse mal pensado dar mais liberdade a Doumbia para ir à caça, colocando-o na mesma linha de Thierry Correia, Wendel e Acuña, com Bruno Fernandes um pouco mais à frente, Raphinha solto a partir do corredor direito (mas não preso aí) e Dost como ponta-de-lança. No fundo, mais do que um 3-5-3, um 3-4-1-2. Quanto aos 3 centrais, eles poderiam ser Coates, Neto e Mathieu, ou Coates, Mathieu ou Borja, ou até, para quem goste de sofrer, Ilori, Coates e Mathieu. 

 

Perante o arrazoado que aqui descrevi, peço aos Leitores a sua opinião, nomeadamente pretendendo saber se consideram razoável esta possibilidade, se a usariam mas com outros jogadores, ou se a afastam de todo.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 30.07.2019

    Olá Francisco,

    eu creio que em 2001/2, Beto ou Quiroga faziam de falsos laterais direitos, fechando mais ao meio para permitir as subidas de Rui Jorge no flanco oposto. Acho que foi isso que Keizer tentou com Ilori, mas com os resultados que se sabem. Poderá tentá-lo com Neto? Bom, seria uma surpresa, até porque não foi treinado, mas não o nego à partida. De qualquer modo, tal significaria a saída da equipa de Thierry, o que não me agradaria muito, para além de que se poderiam baralhar muito as referências defensivas com as diagonais de Rafa.

    É verdade que em 2001/2 o encaixe entre André Cruz e Babb funcionou bem. Costuma dizer-se que basta um bom central para fazer o outro. O futebol do Sporting, e mesmo o português,está cheio desses exemplos. O Eurico fez o Xavier, nos tempos de Allison, o mesmo Eurico fez o Lima Pereira, o Humberto fez o Bastos Lopes (que até anteriormente era lateral direito), após uma lesão do Alhinho, e o André fez o Phil, o qual se exibiu em um plano a que nunca mais voltou.

    É muito interessante o tema que aborda: deve, ou não, o treinador ajustar-se aos jogadores que tem. E vem muito a propósito, dada a tentativa de encaixar Vietto. É por isso que eu creio que o Sporting teria tudo a ganhar se houvesse um futebol cujo autor fosse o clube e que fosse treinado desde os escalões juvenis. Deixar-se-iam de ver situações aberrantes como produzirmos um "6" com excelente saída de bola (Daniel Bragança) e depois não servir para os seniores porque o treinador tem outra ideia daquela posição. Vai daí, coloca-o a "10"...

    Muito obrigado pela sua excelente reflexão e um abraço cheio de FÉ para Domingo.
  • Imagem de perfil

    Francisco Melo 31.07.2019

    Olá Pedro, viva!
    Tenho ideia que o Keizer no final da época passada jogou nesse sistema, fazendo o Borja de falso lateral esquerdo. Posso estar enganado, mas julgo que foi essa alteração táctica que permitiu aquela série incrível de 9 ou 11 vitórias seguidas e, não menos importante, a equipa deixar de sofrer tantos golos.
    Por isso foi com alguma surpresa que li as impressões deixadas sobre os jogos da pré-época (que não vi). Dá ideia de que tivemos um retrocesso, o que não é bom.
    Vamos ter um início de campeonato exigente. É muito, muito importante ganhar as 3 primeiras jornadas. A vitória frente ao Benfica constituirá um embalo importante, sem dúvida, mas importante, repito, são as 3 primeiras jornadas.
    Um abraço leonino e seja o que Deus e os pés de Bruno Fernandes quiserem!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Aboím

      O nome que me faltava era Duarte e o pai dele tinh...

    • Aboím

      Sou de facto do Norte (nascido em Trás os Montes) ...

    • Pedro Azevedo

      E eu a pensar que os holandeses sonhavam com tulip...

    • Pedro Azevedo

      Caríssimo Aboím, ganhámos!!! Mas podíamos ter poup...

    • Aboím

      Num comentário anterior eu deveria ter escrito (co...