Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

30
Jan19

Estranha forma de vida


Pedro Azevedo

Vivi intensamente e fiquei louco de alegria com a vitória do nosso Sporting na Taça da Liga. Uma noite fantástica para mim, mas também para os meus filhos, que não tiveram o privilégio que o pai teve de ver o Sporting ganhar mais vezes. Não muitas mais, mas seguramente mais. Mas agora estou triste. Triste por verificar a nossa incapacidade de festejarmos juntos um triunfo do Sporting. Triste pelo nosso sportinguismo ser ultrapassado pelo desejo de revanchismo de uns ou pelo ressabiamento de outros. Triste pelos mais revanchistas serem aqueles que outrora foram indefectíveis do antigo regime, e agora vociferarem como que à procura de redenção. Triste pelos mais ressabiados não gostarem que o clube ganhe e preferirem a adoração a deuses de carne e osso em detrimento do culto ao símbolo do leão rampante e àquilo que representa. Triste por uma vitória nossa ser sempre contra alguém (interno). E uma derrota, também. Uns e outros julgam que são o Sporting, mas não representam a maioria dos sportinguistas. Estes são moderados, souberam fazer a sua reflexão, pesaram os prós e os contras e seguiram numa direcção. Serenamente e convictamente. Acima de tudo, estão com o clube, não precisam de ser contra alguém. Vão aos estádios, apoiam a equipa e não perdem a esperança. Por vezes estão mais em concordância, outras vezes nem tanto. Mas são movidos pelo Sporting. Pelo bem, por aquilo que são sentimentos positivos. Hoje como ontem. Os outros, bem, é só passarmos os olhos pelas redes sociais. E mal passaram 72 horas. A verdade é que a existência de uns radicais alimenta o outro polo radicalizado, e vice-versa. No fim, são como vasos comunicantes que precisam um do outro para sobreviverem. Nem que para isso tenham de regar a gasolina e inflamar tudo à sua volta. 

 

De nada vale batermos no peito e afirmarmos o nosso coração leonino se na hora da verdade as nossas vitórias não forem total e incondicionalmente canalizadas para onde devem ser, o clube que amamos. Que tem de estar acima de cada um de nós. Numa instituição com adeptos tão heterógeneos, só a paixão nos une. Ressabiamentos, revanchismos, cálculos políticos não devem morar aqui, a paixão sim. Porque, de outra forma, esse tipo de comportamento nefasto minará sempre o clube. Têm dúvidas? É assim há 33 anos, e mesmo João Rocha afastou-se diversas vezes devido à guerrilha montada por uma certa oposição. Hoje contra este, amanhã contra outro. Tudo gente que prefere odiar em vez de amar. Muitas vezes instigados por quem se move por interesse, vaidade, necessidade, sibilinamente na sombra. Estranha forma de vida...

simbolo sporting2.jpg

14 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Siga-nos no Facebook

Castigo Máximo

Comentários recentes

  • Pedro Azevedo

    Por acaso sabe (abro a pergunta a todos os Leitore...

  • Pedro Azevedo

    Muito obrigado, Miguel. Saudações Leoninas

  • Anónimo

    Boa tarde Pedro e Marcadores de Castigo MáximoAnex...

  • RCL

  • Pedro Azevedo

    Não é só uma questão de idade ou de invalidez, pes...