Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

05
Jul20

Feddal como o destino?


Pedro Azevedo

Contratações cirúrgicas... E ainda há quem pense que contratar apenas 2/3 jogadores de qualidade por época seja um desinvestimento. Bom, bom são 14 contratações num ano. O resultado? Fatal como o destino. 

 

P.S. Sejamos francos, o Sporting não tem qualquer possibilidade de lutar pelo título em 2020/21, depois de ter perdido Mathieu, Bruno Fernandes, Bas Dost ou Nani no último ano e meio. Mas existe hoje um grupo de futuros grandes jogadores da nossa Formação que precisa de tempo, enquadramento com jogadores de qualidade superior e de uma Direcção que não crie irrealistas expectativas nos adeptos e diga a verdade. Podemos ter um futuro brilhante a 2-3 anos se mantivermos os nossos jovens e soubermos ir ao mercado com critério, contratando 2-3 jogadores bons por ano (não há dinheiro para mais). Mas se a tentação de ir ao mercado como na última temporada se sobrepuser, trocando qualidade por banalidade, e a nossa folha de pagamentos continuar a contemplar um rol de jogadores redundantes, então o tempo de espera pela felicidade será maior. Muito maior. 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 05.07.2020

    Caro Luís,

    obviamente, os jogadores que refere não são de top. Basta ver os seus números. Não quero com isso dizer que são maus jogadores, longe disso, mas, se temos uma base boa, então precisamos de enquadrá-la com quem faça a diferença. É preciso de uma vez por todas que todos entendam que não é qualquer um que pode representar o clube. Uma coisa é o Mathieu, o Acuna, o Bruno, o Nani, noutros tempos o Balakov, o Paulo Sousa, o Cherbakov, outra coisa são as carradas de jogadores que chegaram em 17/18 (Bas Dost foi a excepção) ou durante o último ano. Mais vale esperarmos mais um ou dois anos e fazermos uma equipa muito forte do que perdermo-nos num caminho incerto, de meias tintas, em que nem adicionamos qualidade nem resolvemos o problema do excesso de custos. Para além de que em tempo de exames é bom recordar que Frederico Varandas chumbou nas opções de mercado. Onde anda o nosso ‘avançado centro’, o que se passa com aquele lateral direito pelo qual pagámos 5,3 milhões de euros e demos o Mama Baldé? Enfim, terá aprendido a lição ou vamos ter mais do mesmo? Creio que essa pergunta (incerteza) está na cabeça de todos os Sportinguistas.

    Forte abraço, Luís.

    Saudações Leoninas

  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes