Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

25
Jan19

G(h)anas de perceber isto...


Pedro Azevedo

Lumor deu nas vistas no Portimonense e assinou pelo Sporting quando já tinha um pé no PSV Eindhoven. Ainda jovem (22 anos), já conta com 9 internacionalizações pela selecção do Ghana e uma experiência na 2.Bundesliga, onde foi treinado pelo ex-treinador portista (e actual campeão chinês) Vitor Pereira. 

Borja vai fazer 26 anos (Fevereiro) e rubricou contrato com o Sporting, proveniente dos mexicanos do Toluca. Internacional colombiano por duas vezes, jogou anteriormente nos nativos Cortuluá e Independiente Santa Fé. 

Em suma, trocámos um jogador mais jovem (emprestado com opção de compra - não divulgada - ao Goztepe, da Turquia), já adaptado ao futebol europeu e com um número de internacionalizações interessante por uma das melhores selecções de África (históricamente, terceira na CAN), por um colombiano (mais velho) que jogava no México, não tem experiência europeia e que só recentemente (4 meses) chegou a internacional por uma boa selecção da América Latina (sétima em palmarés na Copa América). 

É difícil perceber estas opções, bem como compreender porque é que a Lumor foram dadas tão poucas oportunidades por JJ, Peseiro ou Keizer. Vi-o jogar na pré-época e, mais tarde, contra o Santa Clara, no tempo em que Tiago Fernandes foi treinador interino, e não desgostei. É um jogador rapidíssimo, de boa técnica e passada larga, ideal para uma equipa com pretensões e que jogue em bloco alto (recupera bem, dobra por dentro as transições adversárias e controla a profundidade). Terá de melhorar o aspecto de fechar por dentro quando em postura defensiva, mas isso virá com as rotinas de jogo.

O pior de tudo isto é depreender que a saída de Acuña deverá estar iminente. A acontecer, perderemos um jogador daqueles que ajuda a ganhar campeonatos. Quanto à nossa acção no mercado de Inverno, creio que continuamos a acumular stocks. Exemplos: Gauld vai emprestado para o Hibernian (Escócia), comprámos mais um Matheus; Lumor vai emprestado para a Turquia, vem Borja (se Acuña não sair, o que vai acontecer a Jefferson?); Geraldes ainda não foi utilizado e vamos ver as oportunidades que Idrissa Doumbia virá a ter, ele que tem a "concorrência" de Gudelj e Petrovic. Entretanto, os jornais dizem que queremos mais um avançado (mesmo após aquisição de Luíz Phellype). Andamos nisto há anos...

lumor.jpg

borja.jpg

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 25.01.2019

    Caro Luís Martins, respeito sempre todas as opiniões. Também estou disponível para dar o benefício da dúvida, cheques em branco é que não. Neste mercado conseguimos ver-nos livres de algum peso excessivo: saíram Marcelo (contratação que só nos ajudou a fazer perder Demiral), Misic (para que Miguel Luís e Geraldes possam ter uma oportunidade) e Bruno César (mesmas razões de Misic). Pelo menos é assim que eu vejo, ou interpreto - o tal benefício da dúvida - pois não conheço as razões da Estrutura do futebol. Mas custa-me ver um jogador que custou 2,5 mios (por 50% do passe, mais 1 mio por iutros 30% como opção) sair sem ter uma oportunidade decente. E sair este, por empréstimo, para entrar outro com menos currículo e sem experiência nenhuma na Europa não me parece uma grande ideia, tanto do ponto-de-vista desportivo como financeiro e até demonstrativo de uma política económica, de visão do negócio propriamente dito, que me faz confusão. Por outro lado, vi Gauld sair após uma gestão desportiva caótica da sua carreira, algo que deve ser imputado à Direcção anterior. Mas aqui também não entendi as razões - estava a impor-se no Farense, dois golos marcados no último jogo - do seu regresso à Escócia. Parece uma desistência, pois da Escócia (Dundee United) para se adaptar já ele tinha vindo. Entretanto, vem o novo Matheus. Mas terá oportunidades? Ou será só mais um aumento no "payroll"? Daniel Bragança foi para o Farense (emprestado), Bruno Paz, Paulinho (outro brasileiro), Nuno Miranda estão nos sub23. Precisávamos assim tanto deste jogador? A imprensa aponta também a contratação de um defesa central (Bastos, 27 anos). Com esta idade deveria ser titular de caras ou fazer parte de um lote "core" de 15/16 jogadores. Será o caso? E Domingos Duarte? E João Queiroz (comprado há pouco tempo)? O que faremos com estes? Também se fala de mais um avançado. Temos Dost, Phellype, Montero. Pedro Mendes e Pedro Marques nos sub23. Precisamos de mais um avançado. E as contas da SAD? É que temos sempre um discurso de que não temos equipa, mas os nossos custos são muito pouco abaixo dos do Porto e Benfica, a avaliar pelos relatórios e contas.
    Na minha opinião, deveríamos ter um lote fixo de 16 jogadores bons e os outros virem da Formação. Estar a comprar por comprar, se a qualidade não for muita, só vai estar a aumentar os custos, sem retorno desportivo ou económico. Uma equipa campeã faz-se com um "onze" com todas as posições aprovisionadas, meia-dúzia de bons suplentes e apostas em jovens como complemento. Num misto de qualidade individual e de jogadores raçudos de equipa (Acuña, Ristovski, Battaglia). Essa foi a receita de Allison. com a qualidade de Meszaros, Eurico, Inácio, Oliveira, Manuel Fernandes e Jordão, apoiada na raça de Barão, Bastos (Zezinho), Nogueira e Marinho, e na juventude de Xavier, Ademar, Mário Jorge, Virgílio ou Freire, os quais fizeram cada um uma média de 30 jogos. Tudo o que seja fora de isto é deitar dinheiro à rua. Já antes era assim e acho que é uma pena. Mais, põe em causa a sustentabilidade do SCP.
    (continua)
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Caro Pedro,Talvez por mero acaso estou-me a lembra...

    • Pedro Azevedo

      Fantasma na ópera e eSCALAr para a Europa. Faz sen...

    • Pedro Azevedo

      Entretanto, o Famalicão deu-nos uma mãozinha…

    • João Gil

      O Sporting não vai chegar tarde à Europa. O Benfic...

    • JG

      Caro Pedro sem dúvida esses troféus são importante...