Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

14
Jul19

Não ter valor, mas ter preço


Pedro Azevedo

Afinal a nossa Formação (acima dos 17 anos) não deve ser muito má. Demiral (3,5 M€), Tiago Djaló (0,5 M€), Félix Correia (7 M€) e Domingos Duarte (3 M€) renderam cerca de 14 M€ ao clube. Em comum têm o facto de nunca terem realizado um jogo oficial pela primeira equipa, com excepção do turco a quem foi concedida a "barbaridade" de 1 minuto de utilização num jogo a contar para a Taça de Portugal. Juntam-se assim aos habitués William (16 M€ por 75% do passe), Rui Patrício (12 M€) e Gelson (22.5 M€), e a João Mário que saiu por 40 M€. Já em relação a Jefferson (128) jogos pelo Sporting), André Pinto (41), Petrovic (39), Alan Ruiz (34), Bruno Gaspar (30), Misic (9) e Viviano (0), tudo jogadores pescados no mercado, aguardo ansiosamente pelo valor apurado das suas vendas, dado que o seu rendimento desportivo é de todos conhecido. O mesmo, um dia, em relação ao contingente comprado desde Janeiro (34 M€ investidos + Comissões de transferências do Mercado de Verão + ordenados) que demonstra que a nossa política desportiva não mudou assim tanto face a épocas anteriores, principalmente quando se insiste em comprar classe média. No fundo andamos a fazer Investigação Operacional: os miúdos da Formação vão para filas de espera; os contratados, para gestão de stocks ("n" alas, "n" médios defensivos). Afinal, nós somos mesmo bons é em matemáticas aplicadas. O que é pena é os nossos algoritmos e modelos de decisão não optimizarem o desempenho... 

domingos duarte.jpg

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 15.07.2019

    Caro José,

    eu não faço processo de intenção sobre ninguém. Não me passa pela cabeça que haja aqui corrupção. Agora, o que eu acho é que estas políticas são destrutivas de valor para o Sporting. E que deve haver mais transparência. Chega-se ao ponto de ouvir o nosso dirigente máximo executivo dizer que pode garantir que ninguém do seu elenco irá cobrar uma comissão como se isso fosse algo de mais. Em que mundo é que vivemos? Não é suposto isso nem estar em discussão? Votaríamos em alguém que roubasse o clube? Um disparate. O que é necessário, mais do que palavras, são actos concretos. Se queremos ser transparentes, então crie-se um Comité de Compliance formado por gente independente para analisar as transferências, por exemplo. Mas não se crie a ideia que ter um comportamento correcto não é o normal, isso deve ser o mínimo múltiplo comum de quem dirige.
  • Sem imagem de perfil

    JG 15.07.2019

    A questão do Jovane é relevante - a da eventual corrupção nos processos de decisão também, mas eu posiciono-me como o Pedro, não faço processos de intenção - porque ela não é entendida por ninguém que não tenha umas palas nos olhos.
    Jovane estava a ser um jogador decisivo e com a chegada de Keiser foi encostado para dar o lugar a Diaby, uma conceituada nulidade.
    Digamos que Peseiro foi mais justo que Keiser no que a Jovane diz respeito. NInguém perguntou a Keiser porque razão Jovane não jogava. Ninguém perguntou a Varandas porque raio fomos buscar Camacho se, pelo que se percebe, nem no nível de Jovane ele se encontra. Já sei a resposta certa é: temos que esperar para ver. Dar tempo ao tempo.
    Essa estratégia legitima todas as aquisições e branqueia todos os erros de gestão.
    Eu quer-me parecer queo actual presidente não tem ideias próprias assim tão sólidas quanto isso. Conta muito o que pensa a "estrutura". Não fico descansado porque não sei se a "estrutura" pensa alguma coisa. Além do mais não votei neles e não gostaria que fossem eles a decidir o futuro do meu clube.
  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 15.07.2019

    Caro JG,

    em tempos abordei aqui a questão das convicções. É importante tê-las. Não se pode desvalorizar toda uma geração compreendida entre os 17 e os 23 anos desta forma. E porque é que isso acontece? Porque Varandas percebe muito de futebol e assim o pensa? Porque é o que a Estrutura lhe diz? Por motivos políticos? Como se enquadra um jogador como Demiral - comprado por 18 milhões pela Juve - neste conceito? E o Domingos Duarte, que tem em comum não ter tido oportunidades na equipa principal e foi eleito para o onze ideal da La Liga 2 em Janeiro? (O Coruña manteve-se na 2.Liga e essa foi a razão pela qual não o pode comprar.) Há outros casos como o do Palhinha, do Geraldes, do Jovane. Sao insuficientes para muitos, mas depois olhamos para os que contratamos e o Gudelj não era propriamente um Redondo ou um Makelele, assim como o Diaby, que Keizer vê como opção possível para 10(!), nunca será um misto de Antognoni (ou Tardelli) e Bruno Conti.

    Devia haver um princípio norteador disto tudo que consistiria em que quem viesse tivesse de ser muito melhor do que quem já cá está. Por isso, as contratações deveriam ser cirúrgicas em cada época. Apenas 2/3, com um reforço em Janeiro se houvesse alguma lesão impeditiva de longo termo. A ideia seria ir melhorando passo-ante-passo o que já temos. Comprando-se mais um ou outro jogador adicional apenas quando saísse alguém. Mas olhamos para a acção desta Direcção desde Janeiro e vemos 12/13 contratações, algumas delas em clara sobreposição entre elas (Eduardo-Doumbia-Matheus Nunes, Camacho-Plata). Então nas alas é flagrante. Já tínhamos Raphinha, Diaby, Jovane, Matheus Pereira, Iuri Medeiros, Acuña (prefiro vê-lo a lateral) e suspeito que Vietto só possa jogar aí (a não ser que Keizer monte um 3-5-2).
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Pedro Azevedo

      Caríssimo Aboím, muito obrigado pelas suas gentis ...

    • Anónimo

      Caríssimo Pedro, Deixe-me felicitá-lo por este ma...

    • Pedro Azevedo

      Para um clube como o Sporting é fundamental estar ...

    • Pedro Azevedo

      Eu creio que o maior erro da história do Sporting ...

    • Pedro Azevedo

      Obrigado. Matheus Nunes teve um mau jogo em Famali...