Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

28
Mai20

O dia em que Peyroteo revolucionou as probabilidades


Pedro Azevedo

Domingo, 25 de Abril de 1948. O Sporting deslocava-se à Estância de Madeira, campo do Benfica, e precisava de ganhar por 3 golos de diferença (na primeira volta fora derrotado em casa por 3-1) para poder ser campeão. Cândido de Oliveira era o Director Técnico e a ele cabia definir a táctica para o jogo, enquanto Robert Kelly orientava a equipa no campo. Apesar de o Sporting precisar de uma vitória robusta, Cândido optou por uma estratégia mais conservadora para o jogo, recuando Travassos para o meio campo. Deste modo o Sporting apresentava-se num 3-3-4 em detrimento do tradicional WM de importação inglesa (criado por Herbert Chapman no Arsenal). 

 

Antes do jogo havia algumas nuvens cinzentas no balneário leonino: embora os jogadores não soubessem, na véspera Mestre Cândido havia sido posto em causa por dirigentes do Sporting que o confrontaram devido à táctica escolhida, desconfiando do seu benfiquismo. Dado o atraso resultante da reunião e enfadado pela ofensa à sua honorabilidade, Cândido de Oliveira acabaria por adiar a prelecção que habitualmente ocorria na sede do clube no dia anterior aos jogos, marcando-a para pouco antes do início da partida. Por outro lado, Peyroteo, o melhor goleador de todos os tempos, passara mal a noite com um síndrome gripal que lhe provocara febre alta. 

 

No entanto, Peyroteo, nascido em Humpata, distrito de Huíla (Angola), viria a ser uma vez mais providencial. Após uma primeira meia hora de estudo mútuo, o ponta de lança colocou os leões em vantagem. E, ainda antes do intervalo, bisou. Regresso dos balneários e Peyroteo volta a marcar. E do hat-trick passou a póquer, antes de um Espírito Santo nesse dia pouco miraculoso finalmente conseguir reduzir para 4-1, o resultado final. Uma tarde de glória para os leões e seu avançado-centro.

 

Vinte e seis anos antes de Salgueiro Maia cercar os ministérios do Terreiro do Paço e forçar a rendição de Marcello Caetano no Quartel do Carmo, Peyroteo subjugou a Estância de Madeira e o Benfica. Em comum, ambos tinham o compromisso com a honra, a humildade, o sentido do dever e a eficácia. O Sporting acabaria por vencer esse campeonato de 47/48 que ficaria para a história como o "Campeonato do Pirolito", berlinde (pequena bola) que se podia encontrar dentro das garrafas de gasosa da época. E foi por apenas uma bola (diferença de golos nos jogos entre si) que o Sporting ganharia, pois no cômputo das 26 jornadas o Benfica terminaria igualado na liderança com 41 pontos. Cândido de Oliveira acabaria por apresentar a demissão a seguir ao jogo, mas um pedido de desculpas do dirigente César Vitorino, que mostrou a intenção de demitir-se caso Cândido saísse, acabaria por o fazer voltar atrás na decisão. Peyroteo só jogaria mais uma época, retirando-se numa altura em que ainda estava na plena posse das suas formidáveis qualidades atléticas. Para a história ficariam os seus 6 títulos de campeão, 4 Taças de Portugal, 7 Campeonatos de Lisboa e a melhor média de golos por jogo (1,68) em campeonatos nacionais de todo o mundo, numa lista onde Pelé aparece na 10ª posição. Pelo Sporting, em jogos oficiais, marcaria 531 golos em 328 jogos. Considerando também as partidas amistosas e de selecções, Peyroteo anotaria 693 golos (428 jogos). Com uma regularidade espantosa com o golo, Peyroteo fez do Belenenses (65) e Benfica (64) as suas principais vítimas. Ao Porto, o outro grande da época, marcaria em 33 ocasiões. O seu maior número de golos num só jogo ocorreu em 41/42. O mártir foi o Leça, que saiu do Stadium com 9 golos do nosso Matador e um resultado final (14-0) que ainda hoje é recorde do campeonato nacional. Ao Boavista marcou 8 golos na época da sua despedida. Por 3 vezes marcou 6 golos e em 13 ocasiões efectuou 5 remates certeiros num jogo. Os Póqueres foram mais comuns (17). Uma lenda!

Peyroteo4.jpg

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 28.05.2020

    Caro JG, lendo as diversas biografias existentes sobre Peyroteo e os 5 Violinos destacam-se duas coisas; o mérito de Mestre Szabo no desenvolvimento e apuramento das qualidades do atleta e a estatura moral de Fernando Peyroteo, um homem com H grande.

    Hoje em dia vivemos um tempo sem-propósito, num país de tudólogos onde toda a gente se pronuncia sobre Relatórios e Contas e quer dar ares de conhecimentos financeiros. Estranhamente, a Standard&Poor elaborou nesta década um ranking de literacia financeira a nível mundial onde Portugal aparece na posição 131... logo atrás do Burundi. Ao ler as apreciações às contas consolidadas de 18/19 percebi porquê... E eu sei do que falo, pois uma sociedade liderada por mim foi a primeira em Portugal a realizar seminários de literacia financeira. Adiante... (Já agora, talvez fosse bom que esses ‘conhecedores’ dessem conta que as contas semestrais da SAD a 31 de Dezembro estão disponíveis no site da CMVM.)


    A chegada de Peyroteo obrigou um ídolo leonino (Soeiro, tio de Vasques) a deslocar-se da posição de avançado-centro para a de interior direito. Szabo trabalhou muito fora de horas com Peyroteo a fim de lhe sublimar as qualidades e esconder os pontos fracos. Mas cedo percebeu que tinha ali um diamante em bruto a necessitar de ser burilado. Hoje em dia Peyroteo iria para a equipa B e depois seria emprestado para rodar. Aos sócios seria dito que não tinha experiência, faltava-lhe intensidade, ou precisava adaptar-se a uma realidade muito mais competitiva. O treinador diria que queria um jogador já pronto.Peyroteo, dentro de 2-3 anos estaria pronto para... ser vendido, após cedência com cláusula de opção ao Sporting de Braga. Aprenderia assim a andar num carrossel mágico que se calhar colidiria de frente com os seus princípios.

    Em Alvalade sempre o veriam como tosco e continuariam a importar craques do reggaeton para a posição de avançado-centro com um estilo técnico mais condizente com os nossos pergaminhos, pese embora não marcassem golos, facto aliás não merecedor de grande importância. Tudo jogadores já maduros, claro. Tão maduros que fora do prazo de validade, uns sem joelhos (Bolasie), outros sem cabeça (Jesé), outros ainda sem relva onde cair (Fernando). Este último paradigmático da forma como o Sporting deu uma mãozinha, perdão, uma Abba, ao Shakhtar e não só.

    Um abraço e folgo em lê-lo de novo. Gosto muito de quem pensa pela sua cabeça e com pessoas assim tendo sempre a concordar, mesmo até nos casos em que discordo.

    SL


  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Caro Pedro,Talvez por mero acaso estou-me a lembra...

    • Pedro Azevedo

      Fantasma na ópera e eSCALAr para a Europa. Faz sen...

    • Pedro Azevedo

      Entretanto, o Famalicão deu-nos uma mãozinha…

    • João Gil

      O Sporting não vai chegar tarde à Europa. O Benfic...

    • JG

      Caro Pedro sem dúvida esses troféus são importante...