Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

13
Jul20

O Feddalismo


Pedro Azevedo

O Feddalismo é um sistema político, económico e social que vigora no Sporting há muitos anos. Deve a sua formação à desagregação do império (terrenos, equipamentos desportivos, influência por via do ecletismo, passivo zero, dinheiro em caixa) criado por João Rocha, lançamento da SAD, menor importância dada aos sócios, necessidade de contabilisticamente alimentar o activo (os jogadores da Formação entram a zero no Balanço) e geração de "turnover". A consequência directa da existência deste sistema é a ausência do título nacional em futebol, a indirecta é a falência técnica da sociedade desportiva que sustenta o projecto(?) futebolístico do Sporting. Tolerado por algumas elites e na sua última versão fortemente suportado pelo actual tudólogo do regime (numa qualquer televisão ao pé de si), o Feddalismo ameaça acabar com o clube. Cumpre por isso mudar de vida e substituir este sistema autoritário e altamente demagógico, frequentemente populista e nada popular, explorador das expectativas dos vassalos adeptos, de economia estagnada, finanças depauperadas e política caótica, sem critério ou flexibilidade para admitir as mudanças que seriam lógicas e nos afastariam do mau caminho (qualquer caminho se faz caminhando, até o do abismo), em que mesmo um óptimo sinal como a (tardia) aposta na Formação é imediatamente contradito pela falta de critério na roda do mercado que melhor poderia enquadrar os nossos jovens jogadores. Porém, os observadores dividem-se quanto à opção a seguir no futuro. Para uns a solução é o capitalismo puro e duro, para outros, nos quais me incluo, a competência, objectivos concretos e um sistema de governação que dê garantias das melhores práticas de gestão. Uma coisa parece certa: no Sporting ainda vamos ter durante algum tempo a figura do senhor Feddal. Ao que parece, tal como no Excel, há quem acredite que o clube suporta tudo...

feddalDR.jpg

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Siga-nos no Facebook

Castigo Máximo

Comentários recentes

  • Pedro Azevedo

    Para um clube como o Sporting é fundamental estar ...

  • Pedro Azevedo

    Eu creio que o maior erro da história do Sporting ...

  • Pedro Azevedo

    Obrigado. Matheus Nunes teve um mau jogo em Famali...

  • Manuel Cunha

    Coisa boa. Matheus Nunes parece estar a voltar ao ...

  • Bruno

    Vai ser uma época difícil, o que eu temia está a c...