Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

21
Mai19

O Sporting e o futuro


Pedro Azevedo

A pressão dos grandes clubes europeus sobre a UEFA, no sentido da criação de uma Superliga, originou as recentes alterações de distribuição de dinheiros da Champions, os quais prometem aumentar ainda mais as assimetrias entre os maiores clubes e os outros.

 

A resposta da UEFA foi uma habilidosa manobra tendente a dissuadir a cisão de uma série de importantes clubes, os quais poderiam criar uma associação de futebol, ou liga, própria, mas constitui uma óbvia ameaça para os clubes dos países periféricos europeus onde Portugal está incluído. 

 

Estou absolutamente convicto de que isto não ficará por aqui, pelo que é importante que haja uma estratégia do Sporting perante esta e futura conjuntura. A própria geografia europeia promete alterar-se, com destaque para a possibilidade de virmos a ter uma Catalunha independente. Ora, a saída de um clube importante como o Barcelona da La Liga seria uma grande machadada no prestígio dessa competição, para não falar das consequências económicas que tal provocaria.

 

Portugal pode ter aqui um papel relevante, no sentido de inspirar a criação da Liga Ibérica, que poderia ser o ovo de colombo que permitiria conciliar clubes espanhóis e catalães (além dos portugueses) num mesmo torneio. Acresce que tal também seria positivo para os catalães, garantindo-lhes por certo mais receitas do que as que eventualmente adviriam de uma Liga Catalã ou mesmo da hipotética incorporação do Barcelona numa Liga Francesa. 

 

Perante o cenário que está montado em Portugal, o Sporting é quem tem menos a perder, razão pela qual deve imperiosamente procurar alternativas. Não conseguimos alterar um conjunto de regras tendentes a adicionar transparência ao formato da nossa competição, porque muitas vezes os outros clubes votam contra nós. Então, talvez valha a pena pôr as coisas de outra forma: o que seria esta Liga sem o Sporting? É do interesse do Benfica e do Porto que o Sporting saia? E dos clubes pequenos? O Sporting tem muito mais poder do que aquilo que a resignação por vezes nos faz crêr. Há que procurar sempre o melhor para o nosso clube, dentro do espírito de integridade e idoneidade que nos caracteriza. Nada é inevitável. Se a Liga Portuguesa não quer entender a força de 3/3,5 milhões de adeptos, então talvez seja a hora de ir jogar para a Liga Espanhola, em trânsito para uma futura Liga Ibérica. Se é para não ganhar nada relevante desportivamente falando, então que se resolva o problema financeiro definitivamente. A esse respeito, aqui deixo os dinheiros anuais dos Direitos TV em Espanha, contrato celebrado na temporada de 2016/17 e válido por três temporadas: Barcelona 146m€, Real Madrid 140 M€, Atlético de Madrid 99M€, Atlético de Bilbau 71M€, Valência 67M€...

 

P.S. Se UEFA e FIFA não vêem incompatibilidade em haver, respectivamente, dois (Leipzig e Salzburg, que quase se encontraram na época passada nas "meias" da Liga Europa) e quatro (além dos dois citados, Toro Loko Brasil e NY) clubes Red Bull na Europa e no mundo, decerto também não seria um problema a inscrição de uma SAD numa competição fora de Portugal, podendo o Sporting clube, se assim o entendesse, continuar a disputar a maior prova nacional (usando a equipa B).  

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 22.05.2019

    Ora viva, caríssimo Carlos Ribeiro,

    o futebol português pouco futuro terá se as coisas continuarem como estão. A centralização dos DireitosTV e posterior distribuição mais equitativa dos dinheiros teria tornado os clubes mais independentes, auto-sustentáveis, competitivos. Não se conseguiu ir por esse caminho e mantém-se uma dependência pouco saudável. Temos de nos libertar deste sistema.

    Um abraço para si
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 22.05.2019

    Exactamente, não é só uma questão de quem domina a "estrutura". Os clubes pequenos vivem estrangulados. Também sou favorável à centralização, de voltarmos a ter um Boavista forte, clubes como Beira-Mar e Farense nos anos 90, isso dá outro sabor à competição. Mas tenho a sensação que os adeptos do grandes, na sua maioria, preferem ser dominantes, esmagando tudo, sem compreender que isso destrói o campeonato e nos torna globalmente mais fracos e menos preparados para disputar as competições com equipas estrangeiras, o que aprofunda os problemas que o Pedro aqui trata..

    Carlos Ribeiro
  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 22.05.2019

    Isso é verdade. A político de "tudo a nós" retira competitividade ao campeonato. È preciso ter a visão de médio/longo prazo e entender que, por vezes, é necessário dar um passo atrás para depois se conseguir dar 2 para a frente. Os DireitosTV poderiam ter sido esse passo. Oportunidade perdida, digo eu. Outra realidade é a das transferências a meio da época, outra situação que faz com que as segundas voltas do campeonato sejam um passeio para as principais equipas, pois os mais pequenos, perdem em Janeiro os seus melhores jogadores para os grandes portugueses ou para o estrangeiro, reduzindo-se assim a sua competitividade. Essa análise também está por fazer. Há muita classe média no futebol português, que o podia tornar mais competitivo, que se perde para campeonatos da Roménia, Grécia ou Chipre, entre outros, quando se as coisas fossem bem feitas, esses jogadores encontrariam em Portugal condições semelhantes nos clubes pequenos/médios da primeira liga.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Liondamaia

      Mas porque raios hão-de correr mal e não hão-de co...

    • Pedro Manso

      A opinião sobre o Tiago é minha.Relativamente ao G...

    • Pedro Azevedo

      Bom dia.Com todo o respeito pela opinião do Latera...

    • Pedro Manso

      Caro Pedro,O Tiago Ferreira perdeu demasiadas bola...

    • Liondamaia

      Podia ter complementado com "e aqui ranho", acho q...