Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 24.06.2020

    Caro David, sobre o orçamento da SAD já tinha escrito em 2018 e voltei a fazê-lo recentemente. Em 2018, sabendo que perderíamos as receitas da Champions teria baixado os custos com pessoal de 73 milhões para 50 milhões. Hoje baixaria para 40 milhões de euros. Mas não seria do aí, os fornecimentos e serviços externos estão a níveis impossíveis, a rondar os 30 milhões por ano, também será preciso cortar aí. O problema é que a Sporting SAD, antes da Covid, tinha um défice de exploração de cerca de 70 milhões de euros por ano (antes da venda de jogadores). Por isso já está necessidade urgente de promoção dos jovens, porque já não há Brunos, Dost ou Raphinha para cobrir o gap.

    A questão é que gastamos muitíssimo em jogadores de classe média que podem perfeitamente ser substituídos pelos nossos jovens. Isso também leva a que subam as amortizações, porque, ao invés dos nossos formandos que têm valor contabilistico nulo, a compra de um jogador é amortizada anualmente pelo número de anos do contrato. Além disso, o investimento de quase 50 milhões em 14 jogadores teve de ser financiado, recorrendo-se à antecipação de receitas. Ora, essa operação (factoring) tem um custo e tal fez subir os nossos custos financeiros, pelo que antes da Covid os números finais anuais apontavam para um défice entre custos e proveitos superior a 40 milhões de euros, amortizações de cerca de 20 milhões e custos financeiros à volta de 15 milhões, o que daria um resultado de 75 milhões antes da venda de jogadores.

    É possível gastar-se muito menos dinheiro e fazer melhor? É! O Braga tem custos de pessoal de 18 milhões e gastos gerais de 31 milhões, o Sporting tem custos de pessoal de 68 milhões e gastos gerais de 105 milhões. Acresce que, não havendo racionalidade nos custos, vamos estar sempre obrigados a vender os melhores jogadores, neste caso condenados a formar para vender logo. Ora, aquilo em que acredito é que se diga a verdade aos sócios e se vá melhorando a equipa todos os anos, a fim de que no terceiro ano possamos estar a discutir o título. E em vez de comprarmos 14 jogadores e gastarmos 50 milhões - mais os custos anuais com os ordenados a que o depor não liga mas que devem orlar os mais de 20 milhões - proponho que se passa a contratar só dois jogadores de indiscutível qualidade todos os anos, investindo 20 milhões. É que se vendam ou emprestem, com ordenados a serem pagos pelos clubes receptores, aquelas contratações cirúrgicas que só fazem a diferença na folha de pagamentos da SAD. Sei exactamente quem seriam os jogadores a dispensar ou a vender e quais os que é imprescindível ficarem , mas não o devo dizer aqui. Mas entendo que deve haver jogadores top class a enquadrar os mais jovens e na minha maneira de ver só temos actualmente 2. Por isso digo, se dermos tempo a um projecto em detrimento à gestão por impulsos que transforma leões em cães de Pavlov a salivar com títulos da imprensa , em 2-3 anos podemos ter o enquadramento ideal para o sucesso. Se continuarmos a comprar classe média/baixa, então temo que seja o fim. Repare, vendemos 79 milhões líquidos em jogadores esta temporada e a rubrica de Fornecedores (correntes e não correntes) já está acima de 70 milhões (40 milhões em 2018). E o passivo está acima dos 300 milhões de euros. VMOCs, mesmo já tendo a SAD recebido metade da venda de Bruno, nem vê-las, a conta reserva não foi aprovisionada num cêntimo... Isto é trágico, é preciso ter uma política desportiva que faça sentido e que privilegie os resultados desportivos com custos controlados.

    SL
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Aboím

      O nome que me faltava era Duarte e o pai dele tinh...

    • Aboím

      Sou de facto do Norte (nascido em Trás os Montes) ...

    • Pedro Azevedo

      E eu a pensar que os holandeses sonhavam com tulip...

    • Pedro Azevedo

      Caríssimo Aboím, ganhámos!!! Mas podíamos ter poup...

    • Aboím

      Num comentário anterior eu deveria ter escrito (co...