Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

27
Jul19

Omnipresente "ma non troppo"


Pedro Azevedo

Esta coisa de mudar Bruno Fernandes de posição, na esperança de acomodar com o mínimo de estragos o Vietto no "onze", faz-me muita confusão. Dirão alguns que resultou contra o Liverpool e não deixa de ser verdade, mas duvido que possa funcionar com equipas cuja principal preocupação seja condicionar o nosso jogo. Para estas, quão menos interior esteja Bruno, mais fácil se tornará controlá-lo, na medida em que o seu raio de acção estará diminuido.

 

Eu compreendo que Vietto não seja um ala, não entendo é que se contrate um jogador para uma posição (segundo avançado) que não existe no sistema táctico de Keizer (pelo menos no Plano A), e menos ainda atinjo que seja uma boa solução o deslocamento do melhor jogador da Liga 2018/19 para a esquerda. Bem sei que os laterais esquerdos leoninos (quaiquer que eles sejam) agradecerão não terem o argentino a "ajudar" (fechar na ala), mas por essa ordem de ideias ainda vamos ver Tiago Ilori a ponta de lança: pode não marcar golos, mas fica mais difícil oferecê-los aos adversários.

 

Bruno Fernandes é um médio ofensivo de grandes espaços. Dá ares de Zidane como criador de todo o jogo, lembra Platini na capacidade goleadora e definição na área, assemelha-se a Deco em solidariedade defensiva e compromisso com a equipa - Bruno é um 3 em 1. Nesse sentido, afastá-lo do centro das principais acções é um erro, como igualmente o seria retirar do nosso corpo os nociceptores (terminações nervosas que comunicam ao cérebro a dor) que dão o alerta de apendicite, em vez de simplesmente remover o apêndice. Não faria sentido, pois não? 

 

Bruno Fernandes parece sempre estar em todo o lado no relvado, nesse contexto ele é omnipresente. Mas também Deus o é (globalmente), e nem Ele consegue evitar muita desgraça que anda por aí... 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 27.07.2019

    Isso aplicar-se-ã mais a clubes de aves, não a nós. Gostei da eficiência das trocas de bola rápidas a meio campo,,como no segundo golo,,e das altas prestações individuais de Bruno, Wendel e Mathieu. Também gostei bastante da prestação dos jovens Thierry e Doumbia, e da personalidade demonstrada por Quaresma e Nuno Mendes..Como sinal mais negativo, a escolha de certos jogadores. Ilori e Vietto, essencialmente, a não demonstrarem serem merecedores dessa confiança. (Se fosse dado metade do tempo de utilização destes dois a Bragança,,provavelmente teríamos homem...)
  • Sem imagem de perfil

    JG 27.07.2019

    Muitos comentadores valorizaram a prestação do Sporting - que foi muito positiva - desvalorizando as questões que o Pedro Azevedo suscita.
    Bruno Fernandes é tão bom que mesmo deslocado para a ala esquerda mostrou aos ingleses e ao mundo que é um jogador dà elite mundial. Isso mesmo que os jornais ingleses observaram com atenção e que o treinador do Liverpool percebeu claramente. Joga e é titular em qualquer equipa à face da Terra. Apenas Ronaldo e Bernardo Silva podem dizer o mesmo em português.
    Não fora o gasto excessivo, inexplicável, em aquisições mais ou menos despropositadas e deveríamos estar tranquilamente a esperar que alguém batesse a cláusula de rescisão. Erro crasso termos ido por outro caminho.
    Vietto e Illori são apenas dois contrasensos. Um não tem valor para integrar o plantel como mostrou exuberantemente desde que chegou. O outro será bom jogador mas obriga a fazer uma espécie de quadratura do círculo. Mantendo o sistema táctico de Keiser que dispensa o segundo avançado, que ele é, haverá duas soluções para o integrar: colocá -lo numa ala, acabando o lateral desse lado dispensado para o Moreirense ou colocá -lo no lugar de Bruno Fernandes. Esta última opção analisada pelo Pedro Azevedo corresponde a alguém anunciar um espectáculo com um dos grandes tenores de topo e à última hora alguém decidir substituí -lo por um dos elementos do coro colocando-o a ele no coro.
    Vamos ver amanhã contra o Valência como anda a desarrumação de mister Keizer.
  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 27.07.2019

    Pois é, meu caro, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. O Sporting deixou uma belíssima imagem nos EUA, mas há coisas que se não forem corrigidas vão acabar por influenciar de forma negativa a nossa consistência e fazer-nos perder pontos que nos custarão o campeonato. Num jogo decisivo acredito sempre em nós, numa competição de regularidade já tenho mais dúvidas. Para ganhar um campeonato não podemos falhar em tudo o que dependa exclusivamente de nós, e não me parece que o nosso processo esteja isento de erros.

    Pegando na física, o papel do treinador de futebol é assegurar que a corrente continue a passar no campo. Para que tal aconteça, não pode dar azo a que surjam interruptores que tornem o sistema aberto, ou permitir que alguns isolantes prevaleçam sobre os bons condutores de energia, interrompendo assim a interacção electromagnética. Ora, para mim, Vietto é um interruptor e o Ilori um isolante.

    O Keizer está cada vez mais a fazer lembrar-me o Fernando Santos. A continuar a promover a organização do caos ainda nos arriscamos a limpar as taças todas. Mas, como sabemos do passado, muitas só foram ganhas após prolongamento ou penáltis, algo que num campeonato significa um empate.

    PS: está muito boa essa sua ideia do tenor (do "Tudo ao molho..."?) transformado em membro do coro, como forma de evitar que o coro seja de desalinhados, ou desafinados. Génio de Keizer, claro. Uma pena ele nunca ter treinado o Maradona, ou o Platini. O que eles não teriam sido, se devidamente encostados à esquerda...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Boa noite Pedro:Mais um post assertivo, como usual...

    • Pedro Azevedo

      Anime-se. Há vida para além do défice. Há é que lu...

    • Pedro Azevedo

      Não tem de agradecer. Tenho opinião formada sobre ...

    • Pedro Azevedo

      Não. Para já saiu uma notícia pequena pescada nas ...

    • Verde Protector

      Muitíssimo obrigado, Pedro Azevedo, pelas resposta...