Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

26
Fev21

Ortega y Gasset


Pedro Azevedo

"O Homem é o Homem e as suas circunstâncias." - Ortega y Gasset

 

Depois dos ditirambos - cânticos como "Vamos arrasar" ou "Jogar o triplo" a enquadrar a coreografia da dança eleitoral  - que marcaram a apresentação de Jesus no Benfica, assistimos agora à deterioração progressiva da sua liderança, provavelmente sacrificada pela soberba com que se tentou rebeliar contra as forças do destino. Um argumento que parece extraído de uma Tragédia Grega, ou não tivesse tudo começado em Salónica (PAOK) e continuado ontem em Atenas, local onde JJ não resistiu a invocar os elogios que recebeu do "Ortega" do Arsenal. 

jj grécia.jpg

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 26.02.2021

    Pois eu não confundo o Benfica, e os benfiquistas, com discordâncias com quem circunstancialmente o dirige ou treina. Não esqueço sobretudo que a grandeza do Sporting adveio da do Benfica e vice-versa. É evidente que a soberba dos “10 anos à frente da concorrência”, ou do “vamos arrasar” era de todo de dispensar, assim como os sonhos hegemónicos que muitas vezes podem esconder uma visão distorcida do que é o desporto e as regras de vivência em sociedade, mesmo quando se trate de alta competição e de um negócio. Adicionalmente, tenho para mim que o sucesso mede-se pelo caminho que escolhemos para o alcançar e nem tudo o que pode ser contado efectivamente conta, como talvez um dia se torne mais claro, mas o Benfica enquanto instituição é o rival histórico do Sporting e da superação dos nossos atletas face à igualmente boa capacidade dos seus oponentes também se fez a história centenária e gloriosa do Sporting Clube de Portugal.

    Saudações Leoninas
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Pedro Azevedo

      Pois eu estreei-me ao vivo com um 5-1 ao Porto de ...

    • jpt

      Bela memória (os 7-0 ao Olhanense foram o primeiro...

    • Pedro Azevedo

      Todos eles infelizmente já falecidos, caro João Gi...

    • João Gil

      Eterno, inesquecível. De memória só, pelos golos m...

    • Anónimo

      Eterno, inesquecível. De memória só, pelos golos m...