Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

10
Dez19

Para mais tarde recordar(*)


Pedro Azevedo

Numa cadeira situada no A24, um homem contempla, ao fim da tarde, a silhueta dos seus consócios dispostos pela bancada poente oposta. 

Dada a hora, no relvado já se reflecte a sua sombra.

Muitos dos consócios, sentados em frente de si, brevemente irão partir. Ao amanhecer fartar-se-ão do maniqueísmo, do niilismo, das bravatas e da guerra e não voltarão. E a sombra, sua companheira de viagem, também irá com eles e com eles desaparecerá.

Mas ainda é fim da tarde. O homem busca um pedaço de papel e nele desenha o contorno da sombra.

Esses traços não irão partir.

Não festejarão em uníssono, e ele sabe-o. Mas não irão partir. 

 

(*) Adaptação livre do conto "A arte de desenhar-te", de Eduardo Galeano

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 11.12.2019

    Bom, você que anda pelas redes sociais encapuzado a espalhar narrativas perceberá o desprezo que sinto por quem anda na vida dessa forma. Curioso é ter trazido a cartilha do medo, com várias intervenções aqui e noutros blogues, uma semana antes de os jogadores terem falado sobre isso em Tribunal. 1 semana antes, não uma semana depois. Porque será? Intuição ou está por dentro? A pergunta é retórica, obviamente.

    Bruno Fernandes é um enorme jogador e por ele tenho um grande apreço. Já me parecia o nosso melhor jogador há 2 anos, e disse-o sem tergiversão. Hoje em dia ele é jogador, capitão, treinador, director desportivo, presidente, ele é quase tudo no futebol do Sporting. Nenhum jogador merece ter a sua vida em risco ou condicionada seja de que forma for por um mau desempenho, imagine logo o nosso melhor jogador. Tudo o que possa ser feito no reforço da segurança dos jogadores é importante, mas também não podemos deixar que passe para fora que o Sporting é aquele grupo de 40/50 pessoas que foi à Academia pois os prejuízos causados à imagem do clube não pararão de aumentar e qualquer diz um jogador poderá invocá-lo como razão para não assinar pelo clube. Por isso, seria bom que o amor ao clube prevalecesse sobre o instinto de sobrevivência e não deixassemos que essa imagem colasse na opinião pública. Mas isto para si - o Sportinguismo - deve ser filosofia...

    As escolhas que fazemos definem-nos como pessoas. você opta por ser uma alma penada ao serviço de alguém ou de alguma coisa (e sem declaração prévia de interesses), fazendo bullying de cara tapada, nem que para isso tenha de usar um ídolo de multidões para chegar a um ponto. E usa-o, tentando opor as suas (dele) emoções ao fraquíssimo desempenho do nosso futebol e assim procurando justificar toda uma preparação de época desastrosa. Aí incorre logo num erro, menosprezando as pessoas. Depois, utiliza um jogador para criticar opiniões de terceiros que têm a ver com a má preparação da época e com o desconsolo que é ver um presidente criticar os seus sócios de uma forma genérica com epítetos como esqueletos, patetas, papagaios, idiotas úteis, cientistas, etc . E fa-lo, não por estar condoído pelo jogador, não por o ataque a Alcochete ter sido ignóbil ( e foi), apenas para gerar mais maniqueísmo, mais afastamento entre as pessoas, e assim garantir a preservação do status-quo. Isso é feio!

    Que fique claro: eu estou farto de encapuzados, "casuals", claques despeitosas e presidentes desrespeitosos para com os seus sócios e que não compreendem a alma e identidade do clube, que assim mantêm o meu Sporting sequestrado. Eu quero é ver sportinguismo, não jogo político. Puro, sem agendas. E por isso a oportunidade do Post: a única coisa que me devolve o meu Sporting é a memória, um placebo para uma realidade tão cruel.

    26000 num jogo dos núcleos?


    Meu caro, dictats aqui nunca mais, ok?
  • Sem imagem de perfil

    miguel c 12.12.2019

    Anda tudo numa fuga para a frente. Desde a direcção aos trauliteiros.
    Mas, e talvez lamentavelmente, assim que me distraio e escorrego da equidistância, fico bem mais próximo dos trauliteiros que desta direcção ...
    Só refiro isto porque como eu há bastantes mais assim. Muitos mais.
    E parece-me que não passo a ser pior Sportinguista por isto, muito menos ao confessá-lo.
    Em ambos os lados há encapuçados. Só que, paradoxalmente, uns estão à vista, os outros não...
  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 12.12.2019

    Há quem não goste de filosofia. A filosofia é o amor ao saber e mesclar a procura do conhecimento com a experiência adquirida deveria ser o desígnio de cada um. Mas há quem prefira que vivamos na escuridão e que invista em condicionar o pensamento. Eu, que tanto critiquei as Testemunhas de Janelá que nos traziam a Alegoria da Caserna do nosso rival, deparo-me agora com o germinar de Lendas e Narrativas no meu clube. Uma coisa é a filosofia, outra coisa são as narrativas, da mesma forma que uma coisa é a realidade, outra a percepção da mesma. A realidade é que estiveram 26.000 num jogo dos núcleos em Alvalade, ou seja, meia casa. Essa é a realidade incontornável e um sinal inequívoco de que algo não vai bem. Não gosto de trauliteiros, da mesma forma que não gosto de totalitarismos ou de radicalismos. Venham eles de onde vieram. A realidade é que o clube vive num niilismo, onde a incapacidade de avançar é grande, o ressentimento se sobrepõe ao amor ao clube e existe uma ausência de finalidade em quase tudo o que fazemos. Temos de andar para a frente. Saber aquilo que não queremos é tão importante como conhecermos o caminho que queremos percorrer. O Sporting sempre foi um clube transversal à sociedade portuguesa, um clube de gente razoável que não se revê em extremismos. Não se pode nem deve subverter as regras do jogo: a Direcção existe para liderar o clube, aos sócios cabe estar vigilantes e exercer a militância. Não se pode reduzir a discussão no clube nem tentar converter críticos em radicais para mais facilmente preservar o poder. Isso seria desvalorizar o papel dos sócios. Não caminhamos o trilho certo e um dia os mudos falarão e os surdos ouvirão (para além das narrativas). O tempo é como uma aranha que vai tecendo devagarinho, pelo que oxalá esse dia não venha tarde de mais...
  • Sem imagem de perfil

    miguel c 12.12.2019

    Pois. Por muito que nem pareça, estamos sem tempo.
    No entanto, para ver se se consegue ganhar um minuto que seja, parece-me mais exequível fazer alguma coisa em relação ao que não se quer.
    Não há tempo para implementar o que eventualmente se queira (se é q isso existe).
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Pedro Azevedo

      Não joga o Palhinha, jogará outro. Por alguma razã...

    • Pedro Azevedo

      Num exercício meramente especulativo, imagino que ...

    • Pedro Azevedo

      Penso que jogará o Ugarte, que é tanto 6 como 8. O...

    • Verde Protector

      Estou bastante preocupado com esta ausência do Pal...

    • Pedro Manso

      Caro Pedro,Depois das declarações do ... president...