Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

02
Set19

Percepção e realidade


Pedro Azevedo

"All that Jese!"

 

Em campanha eleitoral, Frederico Varandas garantiu que jogadores que já tivessem passado o pico de carreira e que nos últimos anos tivessem andado a saltar de clube para clube nunca viriam para o Sporting. Na altura, não foi difícil identificar-me com o racional de tais afirmações, pois tais contratações seriam obviamente de risco. Agora, os sites on-line dos jornais desportivos portugueses anunciam que Jese Rodriguez, 26 anos, está a caminho de Alvalade. Desde que saiu do Real Madrid para o PSG (2016), Jese já representou o Las Palmas, Stoke City e Betis de Sevilha, mudando todos os anos de clube, sempre com desempenhos sofríveis. Não ponho em causa o potencial valor do jogador, mas é o típico caso (a confirmar-se) em que o discurso não bate com a acção (como já havia acontecido com Vietto). Para além de que, se correr mal estaremos a pagar salários (ou pelo menos comparticipar) sem retorno desportivo, se correr bem estaremos a valorizar o jogador financeiramente para outros. Já para não falar do custo de oportunidade decorrente de outras contratações, que urgiria valorizar, ficarem sem jogar, assim como os jogadores da nossa Formação que mais uma vez, passado o período eleitoral, jamais serão prioridade. Enfim, a acumulação de stocks do costume que faz com que o dinheiro proveniente das vendas se dissipe rapidamente...

 

Adicionalmente, gostaria de referir que desde Janeiro, a confirmarem-se as entradas do brasileiro Fernando e do espanhol Jese (tal como Vietto também pode ser 2º avançado), o Sporting já terá comprado 4 alas (Plata e Camacho incluídos), não esquecendo que Vietto (outra contratação do ano) também aí tem jogado. Sem dinheiro (dizem eles). E o Jovane? Pobre Jovane...

 

Um dia os sócios do Sporting aperceber-se-ão que, pondo de parte proselitismos de diversa ordem, sebastianismos, ressabiamentos ou revanchismos que só servem para intoxicar o ambiente, desunirmo-nos e afastarmo-nos do essencial que é a sobrevivência do clube, é possível fazer muito melhor, nomeadamente o que tem de ser feito, isto é, uma gestão racional dos nossos activos, sem aventureirismos e no sentido da melhor protecção do clube, bastando para tal aproveitar a nossa base e ir ao mercado apenas contratar cirurgicamente um ou outro jogador de qualidade. Nesse dia será imprescindível pôr termo a isto, o que não será fácil pois há nós que serão complicados de desatar. Caso contrário, estou convencido que o termo do nosso Sporting acontecerá primeiro. Não tenho índole revolucionária, acredito muito mais no reformismo, mas aquilo em que não me revejo de todo é no conformismo. É que as coisas não têm de ser necessariamente assim e as gerações vindouras, que me preocupam bem mais do que a próxima exibição, merecem que o nosso clube tenha um futuro. Os nossos antepassados que já não estão entre nós, também, pois viveram intensamente o clube e souberam passar-nos um testemunho que devemos valorizar e entregar em bom estado aos mais novos. São as nossas memórias colectivas que estão em xeque. (A estabilidade só é um valor relevante se daí advir progresso.)

 

P.S. As notícias avançam a ritmo alucinante. Agora é o Bolasie (30 anos, para valorizar?), mais um ala esquerdo... Bolas!... E o presidente tinha a época toda planeada há muito tempo...

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 03.09.2019

    Meu caro,

    não se pode ter um presidente que num dia de mau humor "põe fogo a Roma". Nunca fiz nenhum ataque pessoal a BdC, mas é evidente que o lugar de presidente do Sporting, como o de qq instituição, exige estabilidade emocional. E isso, mais do que todo o ruído que lhe sucedeu, foi o que na minha opinião mais esteve na cabeça das pessoas quando retiraram apoio a BdC. Reconheço-lhe obra, revitalização do Sporting, mas quando as coisas nos correm mal por acção nossa, então deveremos retirar ilações políticas disso. Bruno dever-se-ia ter demitido logo após Alcochete. Essa é a minha opinião. De alguém que é do Sporting, independente e não do presidente A, B ou C.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Aboím

      O nome que me faltava era Duarte e o pai dele tinh...

    • Aboím

      Sou de facto do Norte (nascido em Trás os Montes) ...

    • Pedro Azevedo

      E eu a pensar que os holandeses sonhavam com tulip...

    • Pedro Azevedo

      Caríssimo Aboím, ganhámos!!! Mas podíamos ter poup...

    • Aboím

      Num comentário anterior eu deveria ter escrito (co...