Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

03
Set19

Pergunta


Pedro Azevedo

Será que, à semelhança da Comunicação, também sub-contratámos a gestão? 

 

O Sporting precisa de uma visão de futuro que seja inspiradora ao ponto de congregar à sua volta todos os sócios, que lhe recupere a alma, resgate a ambição, devolva o respeito pelo clube e reforce a sua influência no país e no mundo. Necessita também que essa visão tenha subjacente a transparência e um caminho que garanta a sustentabilidade, e firmeza por parte de quem dirige  no sentido de não tergiversar na sua implementação por qualquer populismo de ocasião. Mais do que mudar pessoas, é urgente mudar de vida. Até porque, quem resiste à mudança acaba fatalmente por ter de resistir à extinção. 

 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 03.09.2019

    Caro Álvaro Bento, se estava tudo planeado, como o presidente Varandas disse, então também estava planeado despedir Keizer. Não faz sentido, pois não? Logo, o planeamento falhou, ponto. As vendas foram satisfatórias do ponto de vista financeiro. Do ponto de vista desportivo teremos de ver, sendo certo que quando se tem de agir sob pressão e em cima do joelho a possibilidade de erro é maior. As compras não fazem sentido nenhum. Isto é, comprar 3 jogadores para a mesma posição, quando já lá estavam outros 3, um deles contratado esta época (sem contar com Vietto e Acuña) e se quer vender ideia de que os sub23 contarão (no caso, Joelson e Bruno Tavares), faz zero sentido.

    Termino com a seguinte reflexão: sempre aqui defendi que se olhasse para os miúdos e lhes fossem dadas oportunidades. Ora, ao Thierry, que ainda está longe de ser um jogador acabado, bastaram 5 jogos a titular para vir um clube dar 12 milhões por ele. Imagine que replicamos isso todos os anos em 2/3 posições. Só por aí já estaríamos perto da sustentabilidade que todos desejamos. E estou a falar de jogadores do nível de Thierry, acreditando eu piamente que temos até melhor em formação, pelos quais poderemos pedir no futuro bem mais dinheiro.

    Sobre nomes de treinadores não falo. Não falo porque o modelo que preconizo não é começar a casa pelo telhado. Eu teria um Director Técnico, que só reportaria ao presidente, com enquadramento hierárquico superior à gestão de activos e scouting. Esse responsável iria ser o pensador de todo o futebol do clube, transversalmente do plantel principal à formação. Seria também, em conjunto com o presidente, relevante na escolha do treinador. E seria premiado pelo sucesso do treinador principal, não podendo, em circunstância alguma, substitui-lo. Teria de ser alguém com um perfil que se ajustasse a um clube com matriz formadora, um artífice capaz de ajudar a lapidar os diamantes da Academia e de fazer a ponte para a sua passagem à equipa principal. Alguém muito atento aos escalões de formação, ao despontar de certos jogadores (o treinador principal não tem tempo para isto tudo, pois está sempre preocupado com o próximo jogo) e alguém que nos iria poupar muito dinheiro em desperdícios. Quantos jogadores não são recomendados pelo scouting e comprados pelo clube para posições onde temos bons miúdos a despontar. Quem é que na estrutura tem tempo para fazer este trabalho de ourives, de artífice?

    Obrigado pelo seu comentário, Álvaro!
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Pedro Azevedo

      Boa noite, Miguel, e muito obrigado. De facto morr...

    • Anónimo

      Boa noite Pedro:O seu post mantém qualidade a todo...

    • Pedro Azevedo

      Obrigado,meu caro Bráulio. Deixou água na boca, de...

    • Bráulio Pereira

      Bem escrito como de costume. Também fiquei muito f...

    • Liondamaia

      Mas porque raios hão-de correr mal e não hão-de co...