Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

02
Jul19

PetroMAX


Pedro Azevedo

Tem vindo a ser noticiado que Radosav Petrovic não fará parte do plantel do Sporting para o ataque à temporada de 2019/20. Tenho de dizer que concordo com essa decisão. No entanto, não gostaria de deixar passar a ocasião sem relembrar aquela noite de Braga em que o sérvio aceitou ficar em campo de nariz partido (já depois de André Pinto ter saído com o mesmo problema), para mais a jogar numa posição (defesa central) que não seria a mais confortável para si, sacrificando-se em prol da equipa e mostrando-se à altura do nosso lema de esforço, dedicação, devoção e glória. 

 

Petrovic nunca conseguiu exibir fora de casa o esplendor dos seus primeiros tempos no Partizan de Belgrado. Ainda assim foi mantendo alguma regularidade exibicional no Blackburn Rovers e naquele clube turco de nome impronunciável que um dia causou escândalo em Alvalade (Gençlerbirligi). Até essa fase da sua carreira acumulou 44 internacionalizações pela selecção principal sérvia. Não mais viria a representá-la, datando a sua última presença de 2015. Uma passagem mal conseguida pela Ucrânia, onde representou o Dinamo de Kiev, tirou-lhe ritmo e, aparentemente, confiança. Durante 1 ano apenas realizou 7 jogos e foi nessas circunstâncias que rumou a Alvalade. Jogador com bom passe, mas sem intensidade e com pouco perímetro de acção, nunca foi o "6" que a equipa precisava. Para além disso, a concorrência de William Carvalho não lhe deu qualquer hipótese. 

 

Ainda assim, foi sempre um profissional honesto. Merece, como tal, que lhe agradeçamos e lhe desejemos as maiores felicidades para o futuro. E fica uma certeza: dando razão à máxima estafada de que uma imagem vale mais do que mil palavras, jamais esqueceremos a forma abnegada, dir-se-ia decisiva, à leão, como preferiu ficar em campo (pedindo só que lhe trocassem rapidamente a camisola cheia de sangue) e assim participou na conquista da Taça da Liga. Nesse dia deixou de ser um Petromax, como em tempos jocosamente lhe chamei - aludindo ao facto de ser muito alto e demasiado posicional (um "candeeiro") - , para passar a ser um PetroMAX, por ter com a sua atitude iluminado toda a equipa. Por isso, Radosav, serás sempre bem-vindo de visita a Alvalade. 

petrovic1.jpg

27
Jan19

PetroMAX


Pedro Azevedo

Num jogo em que os adeptos leoninos tributaram o seu apreço a uma série de heróis improváveis -  Diaby, Renan (outra vez!!), André Pinto - é justo destacar a prestação de Radosav Petrovic. O sérvio não hesitou - ademais depois de um primeiro sacrifício pela equipa, tendo entrado para jogar fora da sua posição natural - em permanecer em campo mesmo sabendo que tinha o nariz partido. É impossível ignorar o seu foco princípal na altura em que o infortúnio lhe bateu à porta: "deem-me uma camisola" passará justamente à história como a marca mais brilhante da sua presença entre nós, feita da determinação extrema com que ontem à noite iluminou toda a equipa. Com toda a justiça.

 

De patinho feio a belo cisne (ainda que de nariz torto), ou como uma exibição feita de sacrifício, abnegação e comprometimento com o grupo e o clube merece o aplauso deste sócio. Esforço, dedicação, devoção e glória, assim é o Sporting Clube de Portugal!

petrovic.jpg

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Blogs Portugal

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.