Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Castigo Máximo

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

Castigo Máximo

05
Jun19

Tudo ao molho e fé em Deus - Ronaldo é como a Fénix!


Pedro Azevedo

Fénix, ok? Fénix, não Félix... 

 

Quando o país soube que Cristiano Ronaldo se tinha juntado à equipa de João Félix, outrora designada por "Equipa de todos nós", logo se levantaram dúvidas se estaria à altura de tão grande responsabilidade. Para complicar ainda mais a coisa, o engenheiro deu uma de Paulo Bento e montou um meio-campo em losango que basicamente consistia em ter quase todos os jogadores fora da sua posição natural, pelo que todas as fichas estavam apostadas no imponente físico de Félix, a emparelhar na frente com Ronaldo, assim a jeito de uma alegoria da caserna (cartilhada) transformada numa hipérbole. 

 

Jogando Ruben Neves mais recuado, William foi desviado para a meia esquerda, Bruno Fernandes para a meia direita e Bernardo para o vértice mais ofensivo, táctica que ainda teve o senão de deixar Félix inoperante, sem espaço para recuar e receber a bola de frente para a baliza, o que teria sido possível se Portugal tem optado, por exemplo, por um 4-4-2 clássico. Mas, se a selecção não fosse a Turma do Félix, com Ronaldo no eixo do ataque, Guedes poderia ter entrado de início para a esquerda, Bernardo teria actuado pela direita, Bruno Fernandes seria o "10" e Neves e William jogariam mais atrás, num 4-3-3 provavelmente ideal para as características dos atletas que temos.

 

Assim, a coisa foi sofrível e só salva pelo irrequietismo de Bernardo e o génio daquele senhor (Cristiano) que veio visitar a Turma do Félix e a fez renascer como a fénix. Mas aí Bruno Fernandes ainda não se juntara a Félix... no banco de suplentes.

 

Na primeira parte, Ronaldo inaugurou o marcador com um "tomahawk", pôs um helvético a rodar a 45 rotações por minuto (ou não fosse a suiça Thorens uma referência mundial em gira-discos) e assistiu Félix para uma oportunidade perdida. Na etapa complementar, começou por tocar para Bernardo no lance da penalidade a favor que se transformou numa penalidade contra, ironia mais própria de um VAR aberto a altas horas da madrugada e que devolveu ao marcador uma expressão mais consentânea com a famosa neutralidade helvética. De seguida, servido por Bernardo, rematou raso e sem possibilidade de defesa. Por fim, a cereja em cima do bolo: bola recuperada no eixo central por Bruno, passe deste para Guedes, solicitação para Ronaldo na meia esquerda e grande jogada individual do madeirense, com uma chicuelina que tirou dois adversários da frente e abriu um buraco digno de um queijo suiço. Emmental, meu caro Watson(!), Ronaldo é o melhor jogador do mundo. Infelizmente, parece que é só o segundo melhor jogador português...

 

P.S. Para além de Ronaldo e de Bernardo, gostei de Ruben Dias. William e Bruno Fernandes, apesar de jogarem fora da sua posição natural, estiveram bem a espaços. Guedes entrou muito bem, dando outra dinâmica ao ataque. 

 

Tenor "Tudo ao molho...": Cristiano Ronaldo (hat-trick, 88 golos na Selecção)

 

ronaldo suiça.jpg

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Pedro Azevedo 06.06.2019

    Rui,

    os jornais querem convencer-nos de que João Félix vai ser o primeiro Bola de Ouro com dentes de leite. É um exagero! O Benfica não precisa de ter um departamento de marketing, porque benfiquistas influentes instalados nas mais diversas instâncias e com protagonismo mediático tratam sozinhos do assunto. Claro, assim o Benfica valoriza os seus activos, mas será isso bom para o jovem? Ele é inegavelmente talentoso, mas veja como foi fácil para ele chegar à Selecção e ser logo titular. Ao passo que o Bruno Fernandes... Eu tb desejo bem a toda a gente, mas a intoxicação permanente incomoda um bocadinho e, no caso concreto e outros semelhantes, muitas vezes estraga os jogadores. Bom, pelo menos serviu para o Ronaldo mostrar quem é o número 1. Às vezes é preciso abanar um bocadinho este estado de coisas. O país está cada vez mais parecido com aquela música dos Taxi. Tudo é efémero, se o Félix tiver algum azar (Diabo seja cego, surdo e mudo...) logo aparecerá um outro para a sociedade de consumo imediato. Chiclete mastiga, chiclete deita fora....

    Um abraço
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 06.06.2019

    Pedro,

    Percebo muito bem essa necessidade permanente das nossas sociedades de mais e mais novidade. Mas há coisas que só a experiência transporta. No futebol, tudo é efémero mas um jogador jovem com duas ou três épocas regulares ao mais alto nível é sempre melhor que outro que encerrando o mesmo potencial ainda não o demonstrou de forma regular.

    Esta permanente novidade também serve para alimentar um circuito de dinheiro de origem e destinos duvidosos. As transações não servem em primeiro lugar para reforçar as equipas mas para se alimentar esse circuito até se gerar um “subprime” de jogadores de futebol. Estas campanhas também servem fins domésticos: é o célebre deixem jogar o Mantorras!

    Seja como for, não deixa de ser injusto ver um miúdo que ainda mostrou muito pouco chegar a titular enquanto outros não têm as mesmas oportunidades. Para falar do Benfica, não tenho dúvidas que o Pizzi é mais jogador hoje do que o João Félix.

    Um abraço,
    Rui Monteiro
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D

    Castigo Máximo

    De forma colocada, de paradinha, ou até mesmo à Panenka ou Cruijff, marcaremos aqui a actualidade leonina. Analiticamente ou com recurso ao humor, dentro ou fora da caixa, seremos SPORTING sempre.

    Siga-nos no Facebook

    Castigo Máximo

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Boa noite Pedro,Não quero desanimar e acredito na ...

    • Pedro Azevedo

      Acrescento que a equipa parece acreditar sempre at...

    • Pedro Azevedo

      Caro Pedro, muito estranho este recuo. Dá-me a ide...

    • Pedro Azevedo

      Mais escrutínio das sociedades e regras de prevenç...

    • Pedro Azevedo

      Caro Miguel Faria, seria interessante isto espolet...